Você já deve ter visto todo tipo de objeto tecnológico que pode ser alterado para realizar funções extras ou diferentes. Existem carros com tudo quanto é tipo de funcionalidade, que se modificam como um Transformer para ganhar espaço ou dar maior comodidade para os passageiros. Coisas mais simples também são muito úteis, como sofás que viram camas, conjuntos de assentos montáveis que podem ser transformados em uma porção de outras coisas, laptops que viram mesas etc.

Porém, e quando todos esses recursos estão presentes em uma estrutura grande como uma casa? Através de comandos simples, é possível alterar residências por completo e usufruir de artifícios que podem facilitar muito a vida dos moradores e deixá-la mais agradável. Confira a seguir seis exemplos de casas assim no mundo inteiro:

 1 - CityHome

O CityHome é um projeto criado pela Media Lab para economizar espaço em apartamentos ou casas pequenas. Consiste em um conjunto de apenas 18 metros quadrados que disponibiliza para o usuário apenas aquilo que ele vai usar na hora. O sistema comporta móveis e objetos essenciais para dar conforto a um residente: uma cama, uma escrivaninha, uma mesa de jantar e uma cozinha. E o melhor – tudo é controlado através de gestos feitos com a mão. Confira no vídeo como ele funciona:

 2 - The Sliding House

A casa deslizante, como foi batizada pelo seu dono, Ross Russell, fica em Suffolk, na Inglaterra. Ela foi construída com a ajuda de um grande amigo do proprietário, o arquiteto Alex De Rijke. Ela possui um exoesqueleto móvel, ou seja, uma “capa” que a cobre por completo e que é capaz de ser deslizada por um espaço que comporta outras três construções.

Com isso, não apenas o visual externo da construção é alterado, mas toda a disposição interna, visto que partes da residência que em um momento são cobertas passam a ficar a céu aberto e vice-versa. Essas mudanças alteram toda a iluminação da casa e podem criar diferentes ambientes nos mesmos lugares de acordo com o posicionamento desse exoesqueleto. Veja como isso funciona no vídeo a seguir:

3 - M-Velope

Criadas pelo artista Michael Jantzen, essas estruturas que ele batizou de M-Velope não são necessariamente casas, mas a ideia por trás delas pode ser empregada para o desenvolvimento de moradias que possam ter suas paredes e tetos alterados ou movidos de acordo com a necessidade.

As construções, que lembram origamis, são feitas de painéis de ripas de madeira presas a dobradiças que pode ser dobradas e desdobradas, alterando o formato interno, externo e a disposição das paredes e outras partes da estrutura. Veja alguns exemplos de M-Velopes já criados:

4 - Apartamento estilo LEGO

Viver em um apartamento com apenas 24 metros quadrados não é fácil, mas é a realidade de muitas pessoas que moram em cidades grandes e superpopulosas. O que não é comum é uma residência desse tamanho ter quarto, sala de jantar, cozinha e sala de estar.

Pois você vai encontrar tudo isso no apartamento de Christian Schallert em Barcelona. Inspirado nas mobílias dobráveis e ocultas de embarcações, que servem para economizar o máximo possível de espaço, e em elementos de casas japonesas, Schallert conseguiu transformar um apartamento sucateado e minúsculo em uma residência confortável e cheia de recursos, todos encaixados uns nos outros como peças de LEGO. O vídeo mostra tudo com mais detalhes:

5 - EDV-01

Desenvolvido pela empresa japonesa Daiwa Lease Co., o abrigo de emergência EDV-01 é capaz de mudar de formato e de tamanho através de um simples botão e comporta tudo o que é necessário para uma sobrevivência confortável: camas, escrivaninha, banheiro com chuveiro e cozinha. Quando a estrutura é ativada, ela se transforma em uma moradia de dois andares completamente equipada.

Além de seus suportes hidráulicos permitirem que o abrigo seja montado em qualquer tipo de terreno, tudo nele é sustentável e ecológico, como os painéis solares que podem alimentar toda a estrutura por cerca de um mês, dando acesso a água, eletricidade e equipamentos de comunicação. Durante a noite, células de combustível funcionam emergencialmente com hidrogênio. Para armazenar a energia produzida, são usadas baterias de lítio.

O EDV-01 foi criado para ser transportado por ar, terra ou mar e pode ser instalado em locais de difícil acesso para servir como residência emergencial. Confira no vídeo:

6 - Friggatto

A estrutura modular chamada Friggatto foi criada por estudantes de arquitetura em Estocolmo, na Suécia. O protótipo é constituído por duas construções, sendo que uma delas é feita sobre rodas e pode ser movida para longe e para perto da primeira casa, criando um espaço de convivência entre as duas quando for necessário.

O projeto custou em torno de 16 mil €, pouco mais de R$ 56 mil, e possui mesas dobráveis que economizam espaço, um fogão à lenha e uma grande escrivaninha de trabalho. Veja como a mobilidade do cômodo menor funciona no vídeo a seguir:

Você gostaria de morar em uma casa cheia de recursos tecnológicos? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: