Se você é fã de tecnologia e de carros também, provavelmente ficaria desapontado ao visitar o Chicago Auto Show deste ano. O maior salão de automóveis voltado para o público interno dos Estados Unidos, que aconteceu nos dias 11 e 12 de fevereiro, trouxe quase 600 novos modelos.

Diferente da edição de 2016 do Salão Internacional de Detroit, no entanto, apenas 18 veículos eram elétricos, e os restantes apresentaram pouquíssimas novidades relevantes em termos de tecnologia para o setor automotivo.

A Nissan trouxe um novo SUV de luxo, a Armada, que agora vem equipada com piloto automático adaptativo, indicador de ponto cego para cruzamentos e mudanças de pista, assistência de saída de vagas – com sinalização e prevenção –, aviso de colisão frontal e quatro câmeras com detecção de movimentos de objetos. Não há previsão de que o modelo venha para o Brasil.

Outro destaque foi o lançamento da nova Hyundai Santa Fe, que conta também uma nova versão Sport – uma das novidades que podem aparecer em terras brasileiras no futuro. O SUV agora vem com tecnologia de assistência de direção, detecção de pedestres para acionamento automático dos freios e faróis direcionais automáticos.

A montadora aproveitou a oportunidade para falar sobre os perigos dos produtos de segurança de segunda linha: apesar de serem mais baratos, eles podem ser defeituosos – o que, se tratando de uma situação de acidentes, pode ter consequências desastrosas.

A Chevrolet, por sua vez, apresentou o Chevrolet Trax, um crossover urbano que agora conta com o sistema MyLink de infotainment, compatível com o Apple CarPlay e também com o Android Auto. Ele vem também com um sistema de 4G LTE OnStar que pode transformar o veículo em um hotspot WiFi sobre rodas, fornecendo conexão para até sete dispositivos.

Como de costume, não há qualquer previsão de que a Trax seja lançada no mercado brasileiro.

Por fim, a coreana Kia foi uma das empresas que mais empolgaram, com o lançamento do Kia Niro, seu primeiro híbrido completo. O crossover da montadora vem com a promessa de ter um dos motores mais econômicos do mercado, além de ser um dos mais conectados, graças ao sistema UVO3, compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Qual foi o carro que você achou que mais se destacou no Salão de Chicago 2016? Comente no Fórum do TecMundo