A Formula E, competição global que utiliza carros elétricos, anunciou que uma nova categoria fará parte do campeonato em 2016: é a Roborace, que consistirá em corridas com veículos autônomos capazes de atingir velocidades superiores a 300 km/h.

A iniciativa surgiu da parceria com uma companhia chamada Kinetik. Já são 10 equipes confirmadas e cada uma delas contará com dois carros que vão competir nos mesmos circuitos de rua nos quais os eventos da Formula E acontece. Como os pilotos não existirão, o diferencial de cada time estará no desenvolvimento de algoritmos e inteligência artificial melhor para percorrer os percursos de forma mais rápida em corridas que terão duração de uma hora.

Os objetivos por trás da Roborace são cobrir o espaço deixado por uma categoria anterior – a School Series, em que jovens competiam em carros elétricos menores – e também para dar suporte ao desenvolvimento à área de inteligência artificial para carros autônomos, que vem crescendo de forma assombrosa nos últimos anos.

Celebrando uma tecnologia revolucionária

Os organizadores da Formula E dizem que a missão da nova categoria, assim como a principal, é demonstrar que a tecnologia dos carros elétricos e autônomos veio para ficar e pode operar também em situações extremas, como acontece em competições automobilísticas.

Além disso, eles acreditam que existem talentos independentes no mundo que podem contribuir com a iniciativa, por isso uma das equipes será formada por um grupo de entusiastas e experts em software e tecnologia, com pessoas de diversos países. A categoria também está aberta para empresas e organizações que queiram botar à prova seu potencial criativo e competitivo.

Mais detalhes a respeito da Roborace serão divulgados no início do ano que vem, antes do início da temporada da Formula E.