A Ford, em parceria com outras instituições privadas e públicas, criou uma cidade artificial no valor de US$ 10 milhões (cerca de R$ 38,3 milhões) para testar seu protótipo de carro autônomo. Sob o nome de Mcity, a instalação possui ruas e calçadas sinalizadas, locais destinados ao estacionamento de veículos e até mesmo um outdoor que simula um conjunto de prédios comerciais.

A área, que tem quase 130 mil m², foi projetada por pesquisadores, agencias governamentais e também por companhias automotivas. O set fica em Ann Arbor, no estado de Michigan, nos EUA. Detalhes encontrados em áreas urbanas foram como sinais de trânsito comprometidos por pichações e marcações de ruas desbotadas foram todos incorporados pela cidade de Mcity.

“Mcity é um ambiente realista, seguro e controlado onde vamos colocar o potencial dos veículos conectados e autônomos à prova [para avaliarmos o quão] rápida, eficiente e segura podem ser as respostas”, explica Peter Sweatman, diretor do Centro de Transformação e Mobilidade da Universidade de Michigan.

O híbrido Ford Fusion vai passar por testes que vão desde a interpretação de placas desfiguradas por grafite até a interação com outros carros e dispositivos inteligentes. A “cidade de mentira” é, ainda, um marco de celebração entre parcerias dos setores públicos e privados, conforme esclarece Kirk Steudle, diretor do Departamento de Transportes da universidade.

Veja aqui como os carros inteligentes da atualidade "enxergam" o mundo quando rodam pelas ruas.

...

Carros inteligentes serão algum dia capazes de interpretar corretamente toda a complexidade dos ambientes urbanos? Comente no Fórum do TecMundo