Marty McFly não chegou rasgando os céus na última quarta-feira (21); carros voadores e hoverboards também não se tornaram realidade. No entanto, veículos com piloto automático já rodam pelas estradas dos EUA e, se depender da Tesla, automotores cada vez mais inteligentes vão em breve tomar as estradas do mundo o todo.

É que a última atualização de software lançada ao Model S trouxe consigo opções de acesso ao piloto automático. Comandos de voz para a mudança de faixa e a estabilização do carro a um determinado limite de velocidade foram outras das novidades adicionadas pelo update.

Porém, o novo firmware não faz com que os veículos se tornem completamente independentes, uma vez que a autonomia deles ainda é limitada.

Conforme frisou Elon Musk, CEO da Tesla, o piloto automático agora disponível aos modelos Model S pode ser utilizado apenas em rodovias de mão única. Além disso, o motorista deve ficar o tempo todo com as mãos sobre o volante, pois o sistema encontra-se ainda em fase Beta. As recomendações de segurança, porém, não foram suficientes para intimidar entusiastas, que decidiram colocar o piloto automático à prova em situações expressamente proibidas pela fabricante.

O piloto automático tentou me matar!

São vários os vídeos disponíveis via YouTube que mostram o piloto automático do Tesla Model S em funcionamento. Enquanto parte dos registros exibe o sistema ativado sob as condições recomendadas, algumas publicações evidenciam o que pode acontecer se as instruções da Tesla forem ignoradas.

Sob o nome dramático de “O piloto automático da Tesla tentou me matar!”, por exemplo, um dos flagrantes mostra o condutor em uma rodovia de sentido duplo. No momento em que um carro em sentido contrário se aproxima, o Model S “tenta se suicidar”. Isso acontece devido às configurações sensor de proximidade, que apenas segue o veículo que está à sua frente em estradas de uma mão.

Em outro vídeo, novamente o sensor tenta seguir os passos de um “carro líder”, o que fez com que o condutor puxasse o Model S novamente para seu curso seguro (assista a partir dos 2'40").

Por fim, um teste sobre a capacidade de condução autônoma a um limite específico de velocidade foi feito. Conforme comenta o motorista do Drag Times, o Tesla Model S acabou por rodar a 75 Mph em uma estrada que permitia o tráfego a 60 Mph (veja a partir dos 12'50"). Como resultado, apenas um alerta sobre o limite excedido foi emitido pelo oficial que abordou o condutor.

Na vindoura versão 7.1 do software que deverá equipar os carros inteligentes da Tesla, motoristas poderão solicitar o estacionamento automático (saiba mais aqui).

...

Você confiaria sua viagem ao sistema inteligente de um carro autônomo? Comente no Fórum do TecMundo