Enquanto as cidades crescem e se desenvolvem, o espaço para os carros vai ficando cada vez menor. Com isso, a tendência para o tamanho de novos veículos também é essa: carros pequenos. Por isso, a Volvo está trabalhando em uma nova arquitetura chamada Compact Modular Architecture (CMA) para chegar ao mercado em 2017.

A CMA deve chegar como uma irmã menor da Scalable Product Architecture (SPA), que foi utilizada no XC90. De acordo com declaração enviada pela própria Volvo, essa apresentação aponta o caminho que todos os carros da fabricante devem seguir no futuro: apenas duas plataformas que são totalmente ajustáveis e modulares.

Segundo a Volvo, a ideia é substituir todos os carros da linha nos próximos quatro anos. Assim, ela espera aumentar o volume anual de vendas globais, focando em 800 mil unidades.

Apesar de a fabricante ter em mente a substituição da gama de veículos, ela ainda pretende compartilhar as últimas tecnologias presentes, como motorizações, sistemas de climatização, entretenimento, transmissão de dados e segurança — a meta é não ter vítimas fatais ou feridos graves dentro de um Volvo até 2020.

"Estamos em uma posição fantástica com a CMA. Nós desenvolvemos essa nova plataforma com componentes 'plug and play'. Isso significa que a nova geração de carros compactos da Volvo será beneficiada com as avançadas tecnologias já disponíveis no XC90", comenta Peter Mertens, vice-presidente sênior de Pesquisa e Desenvolvimento da Volvo Cars.

Como você acha que vai ser o futuro dos carros? Comente no Fórum do TecMundo