Enquanto no Brasil apenas sonhamos com a chegada dos carros elétricos, nos Estados Unidos, a Tesla já tem fila de consumidores dispostos a pagar fortunas por seus modelos luxuosos.

Prova disso é a venda das primeiras unidades do Tesla X Signature Edition, que foi liberada recentemente para clientes que se cadastraram previamente.

O preço, que permanecia uma incógnita, foi revelado: a versão básica (que já tem tudo) custa US$ 132 mil — na atual cotação dá R$ 506 mil. Entretanto, se você quiser o pacote completo, que vem com uns mimos (e ainda sistema para reboque), este valor sobe para US$ 145 mil.

Felizmente, o governo americano é bem camarada para quem está optando por tecnologias limpas. Lá, dá para conseguir a versão de entrada com descontos, e aí sim o preço fica interessante: 112 mil dólares.

Na verdade, o desconto real é de 10 mil dólares, mas a Tesla já deixa evidente que o consumidor vai economizar mais 10 mil dólares (que seriam gastos a mais em um carro com combustível fóssil) ao usar o Model X por 5 anos.

É importante notar ainda que o valor do produto não se deve somente ao fato de ele usar energia elétrica, mas também pelas demais capacidades. Ele pode andar até 386 quilômetros com uma única carga, ir de 0 a 100 km/h em apenas 3,8 segundos e alcançar a incrível velocidade máxima de 249 km/h. Levando em conta tudo isso, até que o preço não é tão absurdo, não é mesmo?