A Federação Internacional de Automobilismo, órgão que governa as corridas de Fórmula 1, está estudando a introdução de um novo design para garantir a segurança de seus pilotos. Aparentemente, a organização deve iniciar já no próximo mês os testes de um novo conceito de cockpit fechado em formato de lâmina.

Criada pela Mercedez-Benz, a novidade promete trazer uma maior segurança aos pilotos em caso de colisões ou de outros problemas. O anúncio surge somente dois dias após Justin Wilson, piloto da Fórmula Indy, morrer em decorrência de um acidente que provocou danos fatais à sua cabeça.

A ideia de trazer um cockpit fechado à Fórmula 1 não é nova e essa não é a primeira vez que uma tecnologia do tipo é posta em teste. Em 2011, o Instituto de Segurança e Sustentabilidade da FIA testou uma proteção de policarbonato e uma cobertura usada em jatos como alternativas viáveis ao esporte.

O problema com os designs fechados testados é que eles podem comprometer a visibilidade dos pilotos, dificultando que eles escapem de acidentes em seus caminhos. Além disso, também há a preocupação de que essas proteções possam fazer com que peças voem em direção à audiência.