Uma pesquisa divulgada na última terça-feira (25) mostra que a maioria dos motoristas simplesmente está ignorando as novidades tecnologias que as fabricantes estão trazendo para o mercado. Essa situação gera dúvidas sobre a velocidade com a qual as empresas do setor estão incorporando recursos que muitas vezes permanecem desconhecidos pelo público.

Entre as novidades adotadas pela indústria estão carros que são destrancados de maneira remota e sistemas que conectam o automóvel à internet e facilitam o processo de estacioná-lo. Segundo a empresa de pesquisas JD Power, 20% dos novos donos de carros não usavam nem metade das tecnologias disponíveis em seus veículos três meses após realizar sua compra.

O sistema menos utilizado era o de recomendações, que apontava restaurantes ou postos de gasolina nas proximidades. Somente 43% dos entrevistados usava a opção, enquanto 38% dos consultados nunca ativou o recurso que transformava o veículo em um hotspot para conexões WiFi.

Na prática, isso significa que as fabricantes estão cobrando mais — e os consumidores investindo mais dinheiro — em muitas tecnologias que sequer são desejadas. A maioria dos compradores ainda usa mais smartphones para realizar a maior parte das tarefas incorporadas aos veículos.