O departamento de administração de rodovias dos EUA está desenvolvendo um novo tipo de bafômetro supersensível que poderá ser embutido em carros. Com isso, o equipamento impediria motoristas alcoolizados de ligarem seus carros e, consequentemente, de dirigir os veículos sem condições para tal.

Essa nova tecnologia teria um elemento embutido no volante ou na porta do motorista e não requereria que a pessoa se aproximasse tanto para identificar a presença de álcool no hálito. Basicamente, o elemento conseguiria analisar a condição do condutor de forma simples e discreta. Outra possibildiade seria embutir um leitor sensivel ao toque no botão de partida.

O departamento responsável espera ter um produto pronto para inserção no mercado em cinco ou sete anos, mas já espera usar a tecnologia em novos carros governamentais. A intenção é fazer testes na frota estatal e, em seguida, expandir isso para frotas de empresas e outras instituições. Para carros pessoais, a novidade estará disponível somente para quem desejar tê-la.

Isso quer dizer que o governo não deve obrigar fabricantes ou donos de veículos a instalarem o novo hardware, mas a expectativa é de que as pessoas sintam isso como uma necessidade em seus próximos carros no futuro. Pais que compram veículos para adolescentes, por exemplo, poderão requisitar a ferramenta nas concessionárias.

Ainda não há muitos detalhes técnicos acerca da novidade, mas já existem fabricantes de automóveis que estão desenvolvendo tecnologias semelhantes. Portanto, não há como saber se alguma alternativa será lançada antes ou acabará se tornando um padrão ou algo do tipo.