Foi apresentado no Wörthersee, o encontro de amantes da marca Volkswagen que aconteceu de 13 a 16 de maio de 2015 na Áustria, uma nova roupagem para o Golf GTE híbrido.

É o GTE Sport, com um design muito mais arrojado, portas tipo asa de gaivota – que abrem para cima junto com uma parte do teto do veículo – e uma porção de outras características que o transformaram praticamente em um carro de corrida.

O veículo, porém, continua econômico, característica fundamental dos híbridos. Assim como híbridos comuns, faz cerca de 50 km/l e pode rodar 50 km usando apenas o sistema elétrico. Apesar disso, sua potência é alta: 400 cv finais que são gerados por três motores – um 1.6 turbo adaptado para fornecer 299 cv e 40,7 mkgf, um acoplado a uma transmissão de seis marchas que apresenta 115 cv e um terceiro motor traseiro também com 115 cv.

O resto é como vemos em veículos de competição: fibra de carbono na carroceria e na coluna de direção, bancos de corrida com cintos de cinco pontas e uma tela que pode ser personalizada pelo usuário no lugar do painel convencional. Tudo isso em um carro que pode fazer de 0 a 100 km/h em apenas 4,3 segundos e atingir uma velocidade máxima de 280 km/h, um feito grandioso para um carro híbrido.

O Golf GTE Sport foi criado especialmente para o evento, juntamente com os modelos GTI Clubsport e GTI Performance, todos baseados no Golf GTE.