A etapa da NASCAR realizada neste fim de semana teve um momento histórico, mesmo que o significado seja pequeno: foi a primeira vez que um carro movido a célula de combustível de hidrogênio foi usado como pace car nessa, que é a mais americana das corridas.

Quem teve essa honra foi um Toyota Mirai 2016 (a etapa foi patrocinada pela montadora japonesa). A companhia afirmou que o carro teve que ser aprovado para que pudesse ser usado como pace car.

Em 2009, a Toyota foi a primeira a usar um carro híbrido, o Camry, para desempenhar o papel do veículo que lidera a volta de apresentação antes da bandeirada verde.

A corrida deste fim de semana foi uma ótima vitrine para o Mirai, que usa combustível não poluente. Nada podia ser tão diferente dos potentes – e beberrões – veículos V8 das provas de NASCAR. Aliás, para o site VentureBeat, já faz algum tempo que os carros de corrida e os de rua trilham caminhos muito diferentes.