Para onde se olhe, o Vision G-Code, o mais recente carro-conceito da Mercedes-Benz, tem cara futurista. O para-brisa, por exemplo, é contíguo à janela dianteira, que, por sua vez, se conecta com a traseira.

Preocupado com o meio ambiente, esse utilitário esportivo coupé tem as rodas da frente impulsionadas por um motor turbo de hidrogênio e as de trás ligadas a um motor elétrico.

Esse último é alimentado por fontes tradicionais, como a frenagem regenerativa, que converte a energia cinética da freada para carregar a bateria. A novidade é que a pintura "prata multivoltaica" também serve para obter combustível: ela funciona como uma bateria solar, mas também capta a carga eletrostática gerada com a fricção com o vento.

Claro, sendo um carro-conceito, o Vision G-Code não será produzido em escala, mas suas tecnologias podem ser aproveitadas em outros modelos da montadora num futuro próximo. Quando será que veremos isso virar realidade?