Você se lembra do avião invisível da Mulher-Maravilha, que era completamente transparente, mas não escondia os contornos nem a própria personagem lá dentro? É mais ou menos isso que acontece com o veículo do vídeo acima, mas do lado de dentro: a impressão que fica é que, do ponto de vista do condutor, o automóvel até parece ser feito de vidro.

Esse estilo de realidade aumentada é de autoria da Spectrum. O vídeo não tem uma resolução muito alta e há erros minúsculos de ângulo, mas nada que comprometa o uso do sistema. O objetivo é criar uma espécie de ferramenta inteligente de segurança para eliminar pontos cegos para o motorista, causados por conta da própria estrutura do carro.

Várias tentativas anteriores eram inviáveis: exigiam um óculos inteligente para o motorista, como um Google Glass. O vidro no uso da cobertura do veículo foi descartado logo de cara por conta da fragilidade em relação ao metal.

Criando a falsa transparência

A transparência criada no interior do automóvel não é nada mágico — na verdade, a tecnologia é surpreendentemente simples e funcional. Um sistema de superfícies reflexivas, projetores, câmeras e softwares de mapeamento de imagem fazem com que o conteúdo do exterior do carro seja transmitido para janelas e paredes do veículo, como se ele fosse mesmo dotado de invisibilidade.

Cuidados na hora de fazer curvas ou dar a ré serão redobrados com a tecnologia.

O piso, as laterais e até o banco traseiro do carro são compostos por telas retrorreflexivas, que são painéis cobertos por inúmeras esferas minúsculas que atuam na reflexão. Elas transmitem o conteúdo captado mais ou menos nas mesmas proporções e escalas originais.

Por enquanto, o projeto ainda está em fase de testes e não tem previsão para ser lançado em um produto comercial, mas o conteúdo exibido no clipe mostra que a tecnologia já é bastante impressionante.