Aos poucos, os carros superesportivos começam a se tornar mais “sustentáveis” ao combinarem motores à combustão e elétricos. Assim se formam os veículos híbridos, como os modelos da McLaren, Audi, Porsche e até um projeto nacional batizado de DoniRosset.

A mais recente fabricante a revelar suas intenções em entrar nesse mercado foi a Lamborghini ao anunciar o Asterion LPI 910-4, carro que deve ser devidamente apresentado ao mundo durante a Paris Motor Show 2014 — evento que ocorre nas próximas semanas.

O veículo conta com um imponente motor à combustão V10 de 5,2 litros que gera 618 cavalos de potência. Ele é auxiliado por outro motor elétrico, esse ligado somente ao eixo frontal, somando mais 304 cv. O Asterion LPI 910-4 pode funcionar tanto com todos os seus 922 cv quanto rodar somente impulsionado pelo motor elétrico. Quando isso acontece, o automóvel chega a 125 km/h e é capaz de percorrer até 51 km com uma única carga.

Contudo, não se engane com esses dados iniciais, pois, usando todo o seu poderio, o modelo híbrido da Lamborghini faz de 0 a 100 km/h em torno de três segundos e atinge uma velocidade máxima de 320 km/h. Aqui, o consumo é de aproximadamente 23,8 km/l e a emissão de CO2 fica próxima a 98 g/km.

O visual do Asterion LPI 910-4 dispensa comentário, trazendo ao mesmo tempo linhas agressivas com traços tradicionais dos automóveis da marca. As rodas do possante são de fibra de carbono, sendo as dianteiras de 20 polegadas e as traseiras de 21 polegadas. Sua cor original é a azul Elektra.

Por fim, a identidade visual do modelo é reforçada pelo seu próprio nome. “Asterion” é uma figura mitológica diretamente relacionada ao Minotauro, uma mistura de homem e touro — ou seja, um ser híbrido como o novo veículo da Lamborghini.