A empresa nanoFlowCell obteve recentemente em Munique, na Alemanha, a autorização que faltava para começar a testar o Quant e-Sportlimousine nas ruas e rodovias da Europa. O carro elétrico foi anunciado no mês de março durante o Salão de Genebra, na Suíça. O que mais chama atenção nesse automóvel é o fato de ele ser “alimentado” com água salgada.

Esse veículo possui uma bateria química, a qual foi desenvolvida com base em uma tecnologia estudada pela NASA em meados da década de 70. Tal componente é baseado em lítio-enxofre e nanocélulas que respondem a reações químicas originadas a partir do uso da água salgada (não necessariamente do mar) como eletrólito, gerando assim energia elétrica.

Outra peculiaridade do Quant e-Sportlimousine é que ele possui quatro motores de 227 cavalos de potência, um para cada roda. Embora tenha teóricos 908 cavalos no total, por motivos de segurança sua potência operacional é bloqueada em 644 CV.

Mesmo com essa redução forçada de potência, o supercarro da nanoFlowCell vai de 0 a 100 km/h em meros 2,8 segundos, sendo capaz de atingir a velocidade máxima de 378 km/h. De acordo com a fabricante, um único abastecimento pode render até 600 km de rodagem.

Medindo 5,25 metros de comprimento, 2,20 metros de largura e 1,35 metro de altura, o Quant e-Sportlimousine pesa 2.300 kg. Por fim, o automóvel se destaca por seu design arrojado, com especial atenção para as portas no formato “asas de gaivota”. Ele tem capacidade para até quatro ocupantes e acabamento em madeira, cobre e couro. O preço desse possante ainda não foi revelado, mas as especulações sugerem que ele não custe menos do que o equivalente a R$ 1 milhão.