Uma pesquisa realizada no Japão pelas Universidades de Tóquio e Hiroshima, em parceria com uma empresa chamada Delta Tooling, desenvolveu um sensor cardíaco que pode perceber uma série de anomalias no sistema circulatório humano, inclusive aquelas causadas pelo abuso do álcool, de drogas e também por ataques cardíacos e outros problemas.

A ferramenta foi especialmente desenvolvida para ser incorporada em bancos de carros para detectar embriaguez de motoristas e também identificar quando alguém está sofrendo algum ataque cardíaco ao volante. Pode parecer estranho, mas esta última situação é bastante comum em Tóquio, tanto que cerca de 50% das mortes no trânsito na capital japonesa são decorrentes de acidentes cardiovasculares.

Tecido sensível 

O sensor funciona a partir de uma espécie de tecido especial que consegue identificar o som e as vibrações que o sistema circulatório humano gera em nossa pele na parte das costas. Dessa forma, barulhos e tremores externos não interferem na medição. Fora isso, como padrões alterados de batimentos de pessoas embriagadas e drogadas são conhecidos, a ferramenta consegue fazer um diagnóstico em tempo real.

Não há detalhes sobre como os japoneses pretendem utilizar a nova tecnologia em um futuro próximo, mas é possível imaginar a adoção em carros que não permitirão serem dirigidos por pessoas alteradas ou que não estejam passando bem no momento.