Assim como você já deve imaginar, os carros mais rápidos de todo o mundo não costumam circular pelas ruas de cidades — afinal de contas, eles são reservados para diferentes tipos de competições. No entanto, você já se perguntou qual é o veículo que atinge a maior velocidade e que pode ser comprado por cidadãos normais (e com bastante dinheiro)?

Antes do dia 14 de fevereiro, a resposta para essa pergunta seria o Bugatti Veyron Super Sport, que é capaz de atingir a velocidade máxima de 431 km/h. Contudo, depois da data citada, o carro que é produzido em massa e que também conta com o rótulo de “o mais rápido do mundo” passou a ser o modelo Henessey Venom GT.

Rápido e também bastante caro

Para poder comprovar as “habilidades” deste veículo, foi necessário que a fabricante firmasse uma parceria com a NASA, de forma que o recorde foi atestado no Centro Espacial John F. Kennedy, na Flórida. Assim como você poder conferir no vídeo acima, o Henessey foi capaz de atingir a incrível velocidade máxima de 434,52 km/h.

Acontece que não é possível utilizar as dependências da NASA apenas para quebrar um recorde, é necessário que a experiência tenha um fim científico. Por conta disso, a situação também serviu como uma espécie de teste para o motor utilizado pelo Henessey, que é fabricado pela empresa Pennzoil e é movido a gás natural — sendo que esse é um dos motivos pelo qual o Guinness não vai certificar a velocidade alcançada pelo veículo.

Caso você esteja curioso para saber um pouco mais sobre o Henessey Venom GT, aqui vão alguns detalhes: o modelo pesa apenas 1,2 mil quilos, conta com um motor V8 modificado com turbina dupla e custa US$ 1 milhão (ou seja: um pouco mais de R$ 2,3 milhões), valor que uma quantidade relativamente pequena de pessoas pode pagar ao redor do mundo.