Silhuetas de animais precisaram ser cadastradas no sistema. (Fonte da imagem: Reprodução/KakoFonia)

A cada ano, cerca de 1 milhão de veados são atropelados pelas estradas norte-americanas. Por volta de 27 mil lesões em motoristas acabam sendo causadas por estes tipos de acidentes e, ao todo, os danos provocados pelos pobres animais aos carros chegam à casa dos US$ 3.5 milhões.

Eis, então, que um sistema de detecção de obstáculos vivos foi finalmente desenvolvido. Chamado de “Night View Assist Plus”, os sensores criados pela Mercedes-Benz são capazes de enxergar veados, alces e vacas, por exemplo, que se movem a até 500 metros de distância dos carros.

Este assistente levou praticamente cinco anos para ser aperfeiçoado, uma vez que, para cada animal, uma silhueta específica precisa ser identificada pelo Night View Assist Plus. O sistema é composto por um par de câmeras infravermelhas, que identificam obstáculos de sangue quente.

No painel, o motorista recebe notificações instantâneas, avisando-o sobre possíveis obstáculos de quatro patas à frente. Para que os sensores possam fazer parte dos faróis dos luxuosos veículos da Mercedes-Benz, órgãos de regulação dos EUA precisam ainda aprovar o mecanismo. Contudo, é curioso notar que, na Europa, o modelo Mercedes S-Class já conta com o Night View Assist Plus.