A Google é uma das interessadas no lançamento de carros autônomos. (Fonte da imagem: Reprodução/Firegeezer)

Um relatório da empresa Navigant Research lançado recentemente prevê que os carros totalmente automáticos e que dispensam um motorista humano ainda podem demorar para sair da fase de testes – mas, quando isso acontecer, eles vão dominar o trânsito.

A pesquisa afirma que, aproximadamente em 2035, 75% das vendas de veículos leves serão dominadas por esse tipo de carro e que a venda de carros autônomos chegará a 95,4 milhões de unidades anuais. Esses automóveis totalmente automáticos, entretanto, só devem ser lançados a partir de 2020.

Essa demora, segundo a empresa, não é mais por questões de tecnologia, já que modelos semiautomáticos já são uma realidade e softwares já são avançados o suficiente para atender a essa necessidade – o problema estaria nas questões legais (adequar a legislação de trânsito de cada cidade e país) e de confiança (que deve ser adquirida por parte do motorista para comprar e usar regularmente o modelo).