(Fonte da imagem: Reprodução/WIKISPEED)

Você já deve ter ouvido falar sobre os softwares open source, ou simplesmente softwares livres. As principais características desse tipo de aplicativo é o fato de eles estarem disponíveis para qualquer pessoa: todos os interessados podem colaborar para o seu desenvolvimento e, em teoria, possíveis lucros obtidos são redirecionados para manter o projeto.

Se no mundo virtual esse tipo de prática tem casos de sucesso, como o Linux e o Mozilla Firefox, em produtos físicos ela não é tão bem aceita. Contudo, existem casos com grande potencial.

Um deles é a montadora de automóveis WIKISPEED, a qual é gerenciada por um grupo de voluntários que se esforçam em criar veículos mais baratos, acessíveis e com um melhor custo-benefício do que os veículos tradicionais.

A “empresa”

A WIKISPEED é uma fabricante automotiva sediada em Seattle, nos EUA, bem diferente do que estamos acostumados a ver. O seu projeto não é algo exatamente novo, já que a organização possui alguns anos de vida e começou a ganhar notoriedade em 2010 ao participar de diversos concursos de inovação, incluindo o Progressive Insurance Automotive X PRIZE.

O grande diferencial desta “empresa” é o fato de ela ser baseada pura e simplesmente no voluntariado, ou seja, as pessoas envolvidas no desenvolvimento e execução dos protótipos (como funcionários e ex-colaboradores da NASA, MIT, Apple, Força Aérea dos EUA e Lockheed Martin) não ganham um salário.

(Fonte da imagem: Reprodução/WIKISPEED)

Outra característica peculiar dessa companhia, fundada por Joe Justice, é que os veículos desenhados por ela têm foco na sustentabilidade, tendo o objetivo de mudar o mundo para melhor com menor emissão de poluição, consumo reduzido de combustível e uso de materiais mais duráveis.

Além disso, todo o dinheiro adquirido por meio de doações ou venda dos carros produzidos é investido em recursos para a própria WIKISPEED. Uma forma eficiente e sustentável de tocar o projeto sempre para frente.

Rápido, seguro e com baixo consumo

O principal projeto criado pela WIKISPEED é o modelo SGT01. Todo o conceito desse carro foi construído em cima de três diretrizes: eficiência, acessibilidade e velocidade. Para atingir tais objetivos, a companhia usou o conhecimento multidisciplinar de seus voluntários para desenvolver novas técnicas e tecnologias.

Combinação de velocidade e eficiência

Como mencionamos, o SGT01 não preza apenas pela velocidade ou então somente pela sua eficiência no consumo de combustível. A sua proposta é combinar essas duas características. Prova disso são os números apresentados por ele quando foi colocado para rodar por ruas e estradas.

(Fonte da imagem: Reprodução/WIKISPEED)

O carro da WIKISPEED pesa aproximadamente 637 kg, faz de 0 a 60 mph (cerca de 97 km/h) em 5 segundos e atinge a velocidade máxima de 240 km/h. Embora tenha a performance de um carro bastante potente, o SGT01 pode percorrer quase 49 km com um único litro de combustível na estrada e incríveis 44 km na cidade — marcas que são dificilmente alcançadas até mesmo por motos.

A sua capacidade de transportar bagagem não é das maiores, como um grande sedan, mas ele deve dar conta do recado para atividades rotineiras. O modelo tem espaço para carregar até 20 sacolas de mercado ou 6 bolsas de golfe. Outro fato peculiar deste veículo é que ele permite ao condutor ajustar a sua distância em relação ao solo para ter uma direção mais esportiva.

Parece um quebra-cabeça

Nos carros tradicionais, a mudança em seus aspectos estruturais exige a contratação de profissionais qualificados e, consequentemente, o despendimento de uma bela quantia de dinheiro — sem contar o longo tempo para que o serviço seja finalizado.

(Fonte da imagem: Reprodução/WIKISPEED)

Para mudar esse cenário, e até mesmo para tornar a sua manutenção mais simples, o SGT01 é completamente modular. Isso significa que as suas partes mais importantes (entre elas chassi, suspensões, carroceria e estrutura de proteção contra batidas) são ligadas por meio de “encaixes”.

Assim, com um pouco de conhecimento de mecânica, o próprio dono do veículo seria capaz de, por exemplo, substituir o motor a gasolina por um elétrico na garagem da sua casa em uma tarde de domingo.

Dissipando o impacto em caso de colisão

A WIKISPEED não se esqueceu de investir também em segurança. Nos chassis convencionais, o ponto de impacto em caso de colisão precisa ser resistente o suficiente para suportar todo o “estresse” da batida. Caso contrário, toda a energia gerada pelo impacto acabaria dentro do veículo — o que poderia causar ainda mais danos para os passageiros.

No chassi usado pela companhia “open source”, devido à forma como ele é produzido e se integra às demais peças do carro, o pulso de energia oriundo da batida consegue ser distribuído por toda a sua estrutura.

(Fonte da imagem: Reprodução/WIKISPEED)

Dessa forma, por dissipar a força do impacto, o chassi do SGT01 precisaria de uma colisão mais forte para ser quebrado. Tal característica permitiu que o automóvel da WIKISPEED obtivesse cinco estrelas (a nota máxima) no teste de segurança para automóveis do governo norte-americano.

Além disso, a carroceria do veículo, batizada de Aeroshell, é constituída somente de fibra de carbono — o que a torna mais leve —, possui design aerodinâmico para reduzir a resistência do vento e sua composição tem propriedades que promovem maior absorção de impacto.

Para assegurar a sua segurança, o carro esteve à disposição do National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) e do Insurance Institute of Highway Safety (IIHS) e agora aguarda a avaliação desses institutos.

Apenas para entusiastas e amantes da velocidade

Antes de pensar em adquirir um SGT01 é preciso ter em mente que ele ainda é um protótipo e possui características bem peculiares. Assim, este modelo não é um veículo para qualquer motorista. Ele pode rodar legalmente (atendes às exigências das leis dos EUA, pelo menos), mas não oferece grande conforto.

Por exemplo, ele não possui teto, porta-copos, fechadura ou bancos de couro macios. Seus assentos possuem os padrões dos carros de corrida, sendo bem mais rígidos do que os existentes nos veículos de rua. O seu interior é um tanto quanto rústico, com exceção da presença de um dock para iPhone no painel.

Quanto custa? 

Assim como a maioria dos protótipos, o custo atual do SGT01 não é muito acessível. Um modelo montado e completo do veículo pode ser comprado por US$ 25 mil (equivalente a R$ 55 mil, sem o cálculo de possíveis impostos) — um valor alto até mesmo para os padrões norte-americanos.

Se ajudar, o pagamento pode ser parcelado em até 25 vezes. Caso você tenha se interessado, saiba que também é possível comprar as peças do automóvel da WIKISPEED individualmente, mas o preço final fica um pouco mais alto: US$ 27,5 mil (cerca de R$ 60,2 mil). Para mais detalhes, clique aqui e acesse a loja virtual da companhia.