(Fonte da imagem: Divulgação/Ford)

O veículo multiuso C-MAX Energi é o primeiro Ford híbrido “plug-in”, movido a gasolina ou eletricidade que pode ser recarregado na tomada. Ele será lançado no mercado dos Estados Unidos nos próximos meses como o único da categoria capaz de atingir a velocidade de 136 km/h usando somente a propulsão elétrica, simplesmente com o acionamento de um comando existente no painel. 

"Entendemos que as pessoas valorizam o prazer de dirigir, também em se tratando de carros elétricos com emissões zero", diz Joe Bakaj, vice-presidente de Engenharia de Powertrain da Ford. "Isso inspirou nosso time de engenharia a equipar o C-MAX Energi com um botão que permite ao motorista rodar somente no modo elétrico com uma velocidade maior", completa.

Com uma carga completa da bateria, o C-MAX Energi desenvolve 198 CV, contra 190 CV do Toyota Prius. No modo elétrico, sua autonomia é de mais de 32 km – mais que o triplo do concorrente e dentro da média de deslocamento dos motoristas americanos. O híbrido da Ford também tem autonomia total superior – 885 km contra 869 km na comparação direta.

Três modos elétricos

O botão EV, no centro do painel, permite ao motorista selecionar três modos de operação: híbrido normal (Auto), somente elétrico (Now) ou com economia de bateria (Later).

No modo "Auto", o computador de bordo seleciona automaticamente a melhor combinação de uso da bateria e do motor a gasolina, com base na potência exigida e carga disponível. Já no modo "Now", o veículo opera somente com a bateria. O motor a gasolina não é usado a menos que o motorista acione um comando.

Por fim, o modo "Later" economiza energia elétrica da bateria para ser usada mais tarde; por exemplo, quando se vai de uma rodovia para uma área residencial, de menor velocidade. O veículo opera no modo híbrido, usando o motor a gasolina e o motor elétrico, mas poupa a bateria até que se selecione os modos "Now" ou "Auto".

Fonte: Assessoria de Imprensa Ford