Arrancar a mangueira não causa explosões, mas é bom ressarcir o posto (Fonte da imagem: Mental Floss)

A cena já foi explorada em alguns filmes de comédia: o motorista para em um posto para abastecer o carro e, por pressa ou falta de atenção, arranca o carango com a mangueira da bomba de combustível ainda presa à entrada do tanque do veículo. No cinema, essa situação rende cenas engraçadas e até perigosas, como um vazamento incontrolável de combustível. Mas na vida real, engenheiros previram que isso poderia acontecer e projetaram o equipamento do modo certo.

Antes de tudo, uma boa notícia: de acordo com o site Mental Floss, não haverá explosões ou bolas de fogo. A mangueira que liga a bomba de combustível ao bico é desenvolvida para quebrar em duas partes caso determinada quantidade de força seja aplicada sobre ela. Quando for ao posto novamente, procure por um engate de metal presente na mangueira, pois esse é o ponto em que ela deve se romper.

Assim que a mangueira arrebenta e o motorista conduz o carro distraidamente, válvulas de retenção dentro do tubo bloqueiam o líquido e evitam que o combustível seja espalhado estrada afora. Porém, é muito provável que a direção do posto de gasolina espere que o motorista pague pelo prejuízo causado.