(Fonte da imagem: Reprodução/Jalopnik)

Assim como acontece com todos os setores que utilizam a tecnologia no seu dia a dia, o automobilismo vive em constante mudança. Sempre em busca de inovações em relação a desempenho e segurança, empresas buscam chegar ao limite do controle sobre as máquinas.

Pensando nisso, resolvemos imaginar um pouco mais além. Tentamos imaginar como serão os carros que veremos futuramente em pistas de corrida, trazendo emoção aos fãs do esporte.

Poderíamos “viajar” e pensar em carros voadores, motores monstruosamente poderosos e tudo o que a ficção científica colocou nas mentes das pessoas. Só que vamos ficar com os pés no chão e pensar em tecnologias que já existem ou que estão em desenvolvimento para imaginar como serão os carros de corrida do futuro.

1) Motores elétricos

Essa deve ser uma das mudanças principais que veremos não só nas pistas de corrida como também nas ruas. Motores elétricos podem ser muito potente, como o Electric Blue, carro criado por estudantes da Universidade de Brigham Young e que conseguiu alcançar a marca de 250 KM/h em testes realizados nos Estados Unidos. Existem rumores de que a Fórmula 1 já cogita a implantação de motores desse tipo nos seus carros nos próximos anos, com a inclusão de protótipos elétricos, que chegariam até 320 KM/h.

Baterias poderão ser recarregadas através dos movimentos do carro ou via tecnologia wireless. Esse equipamento foi desenvolvido e já é utilizado em protótipos ao redor do mundo.

Com motores elétricos alcançando os mesmo níveis de desempenho dos motores de combustão utilizados atualmente, é quase certa uma mudança desse tipo, já que a longo prazo isto seria uma saída mais rentável — e com a vantagem de não agredir o meio ambiente.

2) Modelos mais aerodinâmicos e leves

(Fonte da imagem: Divulgação/Polyphony Digital)

Em comparação com modelos antigos, os carros de corrida usados nos tempos atuais já são extremamente mais leves. Isso deve continuar, pois com o uso de liga leve de carbono e aerodinâmica arrojada, empresas pretendem trazer maior desempenho e estabilidade aos carros. Protótipos como o já citado Electric Blue e o X1, carro criado pela Polyphony Digital e a Red Bull para o jogo Gran Turismo 5, demonstram bem esse caminho.

3) Carros cada vez mais inovadores

(Fonte da imagem: Reprodução/First Super Cars)

Muitas vezes, os carros precisam se adequar às condições da pista e outros fatores externos durante a corrida. Isso já acontece nos dias atuais, mas os novos veículos podem trazer sensores e computadores de bordo para analisar as alterações no carro e na pista, executando as mudanças automaticamente. Assim, o piloto se preocupa apenas com a pilotagem da máquina. Já existem computadores de bordo em protótipos que realizam funções parecidas com essa, mas eles ainda não chegaram a um nível em que possam ser utilizados com 100% de precisão.

4) Segurança e ausência de pilotos

(Fonte da imagem: Divulgação/Polyphony Digital)

Um dos grandes problemas com o crescente aumento na velocidade dos carros é garantir a segurança dos pilotos. Opções como cockpits revestidos, diferentes dos que vemos hoje na Fórmula 1, por exemplo, podem começar a ser mais usados. Outra saída é automatizar ainda mais a máquina, fazendo com que no futuro não seja mais tão necessário que o piloto esteja dentro do carro na hora de dirigi-lo.

Isso parece um sonho de jogador de video game e ainda poderia ser considerado como a morte do esporte. Com a tecnologia que temos hoje em dia, controlar veículos em alta velocidade e à longa distância pode parecer algo impossível, mas existem meios para que algo do gênero seja desenvolvido. Em caso de acidentes, isso poderia acabar salvando vidas.

.....

Essas são apenas algumas ideias do que poderá ser utilizado nas pistas de corrida. Você acha que as coisas serão muito diferentes disso? O que mais poderia ser incluído nos carros?