Rolls-Royce, por enquanto, apenas à gasolina. (Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Ao menos por enquanto, a Rolls-Royce não vai fabricar carros elétricos. A afirmação é do CEO da companhia, Torsten Muller-Otvos. Em entrevista à Car and Driver, o executivo confirmou que o carro conceitual Phantom 102 EX está fora dos planos da empresa no momento.

Apresentado no Geneva Motor Show, em 2011, o modelo não terá continuidade em razão das expectativas dos consumidores quanto aos carros da marca. “Nossos compradores em potencial esperam um veículo com motor silencioso e grande capacidade de aceleração e oferecer um veículo com velocidade limitada em 190 km/h não seria uma boa ideia”, justifica.

O Phantom 102 EX havia sido desenhado para ser uma alternativa ecológica para os consumidores e tinha preço estimado em US$ 450 mil. Porém, isso não significa que a empresa tenha desistido de carros elétricos. Segundo Muller-Otvos, a empresa estuda a criação de um modelo híbrido que possa atender aos interesses de um público maior de consumidores.