Em 2009 a IIHS (Instituto de Seguradoras para a Segurança das Rodovias) publicou um vídeo de como um carro de 1959 se saia em uma colisão com um veículo dos dias atuais. O instituto, que é responsável desde 1959 por garantir a redução no número de acidentes e vítimas do trânsito nos Estados Unidos, demonstrou que o trabalho vem sendo bem executado.

No vídeo, o modelo antigo, um Chevrolet Bel Air 1959 colide em uma linha de 40% de impacto com um Chevrolet Malibu 2009. No acidente, o compartimento do motorista no Bel Air é extremamente danificado, visto que o carro não possuía nenhum dos itens de segurança presentes hoje, nem mesmo cintos de segurança.

Já o motorista do Malibu sofreria pequenos danos. O chassi do veículo, obviamente mais tecnológico, absorve grande parte do impacto antes que chegue ao para-brisa e, consequentemente, ao motorista. Além disso, o sistema de air-bag e o cinto de segurança garantem que o motorista sofre o menor efeito possível da inércia, evitando que a cabeça se choque contra alguma parte sólida.

De acordo com as forças sentidas pelos sensores colocados nos modelos, o motorista do Bel Air teria falecido no acidente, enquanto a pessoa que estivesse no Malibu sofreria apenas uma pequena lesão no pé.

Claro que para que isso realmente acontecesse, não bastaria apenas a tecnologia do Malibu. É importante que o motorista sempre esteja consciente de manter uma direção defensiva e usar o cinto de segurança em todas as ocasiões.