A General Motors dos Estados Unidos divulgou um artigo em seu site informando que os veículos que se autoconduzem podem estar disponíveis até o final da década. Para a GM, já em meados de 2020 estarão nas ruas carros que dirigem parcialmente de forma autônoma. E até o final da década, os carros da empresa contarão com “os mais sofisticados sistemas de autocondução”.

A empresa divulgou que usará ferramentas como sensores, radares, aparelhos de comunicação portáteis, GPS e câmeras para produzir tais veículos. Por meio desses equipamentos serão mostradas informações críticas para o motorista e para o computador do carro. Mapas digitais permitirão ao motorista deixar o próprio veículo dirigir, enquanto ele faz outra atividade.

Tecnologias da GM para carros que se autoconduzem (Fonte da imagem: GM/Divulgação)

Segurança em primeiro lugar

Segundo o vice-presidente de pesquisa global e desenvolvimento da GM, Alan Taub, as tecnologias vão proporcionar maior comodidade ao assumirem parcial ou totalmente a condução de um carro, mas o foco da empresa é a segurança. Os sistemas de segurança futuros devem eliminar completamente os acidentes, agindo antes mesmo que o motorista perceba uma situação perigosa.

Alguns itens de segurança presentes em carros que dirigem sozinhos já estão sendo adotados nos carros da General Motors, em modelos da GMC e da Chevrolet que não são comercializados aqui no país, como o Equinox, Tahoe e Suburban. Para a GM, os sistemas avançados de segurança vão fornecer a base para a condução autônoma dos carros.