Carros da Jaguar Land Rover vão transmitir dados com ajuda do som

1 min de leitura
Imagem de: Carros da Jaguar Land Rover vão transmitir dados com ajuda do som
Avatar do autor

Quando se fala em conectividade, você geralmente pensa em WiFi ou Bluetooth, certo? Talvez até mesmo infravermelho, em tempos longínquos – mas, se depender da Jaguar Land Rover e a startup Lisnr, a conectividade entre veículos e dispositivos eletrônicos vai acontecer através do som.

Os chamados “Smart Tones” são sons que ficam fora das frequências audíveis pelos seres humanos, mas que, em teoria, podem carregar informações e servir para transmissão de dados com diversos outros dispositivos equipados com a mesma tecnologia, bastando um aplicativo para que isso aconteça.

Esses dados podem fazer com que, por exemplo, o veículo consiga identificar em quais assentos as pessoas estão sentadas e até mesmo personalizar alguns ajustes do carro de acordo com as preferências pessoais dos ocupantes. Um exemplo é de que, com essa tecnologia, o veículo, ao identificar que é você que está sentado no banco do motorista, pode colocar o som na sua rádio favorita, ajustar os bancos e a climatização de forma personalizada – mesmo que você não tenha sido o último ocupante.

Range Rover Velar: último modelo da marca britânica Land Rover ainda não vem equipada com os Smart Tones, mas não está muito longe

De qualquer forma, o uso dos Smart Tones não para por aí: eles podem ser utilizados também como as próprias chaves do veículo ou até mesmo com dispositivos fora do automóvel, por exemplo, no drive-through de um restaurante, para mostrar o menu no sistema de infoentretenimento e ser capaz de comunicar de volta com os pedidos dos ocupantes do carro.

“Estamos buscando e investindo em tecnologias que melhoram a conectividade dentro do veículo e fazer com que carros, dispositivos e usuários se aproximem cada vez mais”, explicou Danielle Alexander, responsável pela incubadora de tecnologia da Jaguar Land Rover. “Lisnr é uma das tecnologias que já vimos nesse segmento e acreditamos que trabalhar com eles nos levará mais próximos do nosso objetivo de completar a conectividade entre carro e dispositivo”.

Caso você esteja se perguntando a respeito dos cães, a promessa da Lisnr é que até mesmo eles não conseguirão captar a frequência emitida pela tecnologia – do contrário, carregar seu peludo dentro do carro poderia se tornar um verdadeiro inferno.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Carros da Jaguar Land Rover vão transmitir dados com ajuda do som