Projetar um novo carro é uma tarefa para poucos, já que a empreitada envolve uma infinidade de cálculos, esboços, tecnologia e uma boa dose de feeling. Mexer em um clássico moderno, então? Ainda mais difícil! A Saleen, no entanto, parece ter conseguido superar boa parte disso com o anúncio da nova versão de seu S7 – lançado nos longínquos anos 2000 –, que promete um belo redesign e 1.000 cavalos de potência. A edição da imagem de divulgação do veículo, porém, parece ter sido uma barreira intransponível para a fabricante norte-americana.

No ramo automotivo, utilizar boas fotos ou renderizações para vender novos projetos é algo essencial, seja para convencer acionistas a investir uma grana na brincadeira ou para arrebatar o público que aprecia o belo ronco dos motores. Sendo assim, não é raro que as montadoras recorram a estúdios especializados ou montem uma equipe interna de arte para produzir peças conceituais ou modelos digitais do carro, resultando em imagens de cair o queixo. Esse parece ser o caso com a figura produzida pela Saleen para o retorno do coupé esportivo, certo?

Alguém aprovou essa imagem?

ERRADO! Como muito bem apontado por Jason Torchinsky, do site Jalopnik, a foto compartilhada pela montadora é de chorar de ruim. Mesmo com o tamanho reduzido da imagem de preview divulgada inicialmente pela companhia – que você pode conferir acima –, é fácil perceber que: a) Todo o processo foi feito “nas coxas” ou com uma pressa monstruosa; b) A licença do Photoshop venceu e, infelizmente, o designer teve que completar o trabalho no Paint; ou c) “Pode deixar que o meu sobrinho faz!”.

Como? Bem, para começar, o reflexo do carro prateado é vermelho, algo que, dentro da física vigente na nossa realidade, é bem difícil de acontecer. Alguns defeitos no recorte do S7 também ficam óbvios, assim como uma sombra avermelhada na parte superior do veículo – reforçando a ideia de que a montagem foi feita em cima de um modelo de outra cor. Embora isso, por si só, fosse motivo para que a Saleen abandonasse a internet por uns tempos, a empresa deu outra escorregada ao disponibilizar um arquivo da peça em altíssima resolução.

Você era tão bonito, amigo! O que fizeram com você?

Nos mínimos detalhes...

É um pouco complicado entender o motivo que levou a fabricante a permitir que o público geral tivesse acesso à versão da imagem original, com “modestos” 15093x5664 pixels, mas o fato é que, com esse verdadeiro tesouro em mãos, fica ainda mais fácil apontar os erros nessa obra de arte que rivaliza com a restauração feita por Cecília Giménez na pintura “Ecce Homo”. Se você tiver estômago para tanto, veja abaixo os melhores trechos desse primor do design:

Melhor arrumar no Photoshop ou deixar para a funilaria?

Nem cortando com tesoura sairia tão ruim assim

Esqueceram de pintar a ponta e correram para refazer depois... Péssima ideia!

Como não apreciar a qualidade do logo da Saleen e da montagem dos faróis, hein?

--

Se montar uma imagem convincente para o público parece ser ciência de foguete para a Saleen, será que eles realmente conseguem produzir um S7 LM com motor V8 de 1.000 cavalos? Deixe o seu comentário mais abaixo.