Na última segunda-feira (19), o TecMundo foi visitar as instalações da Here em São Paulo e passear no True Car, o carro responsável pelas capturas de imagens das ruas e que fornece dados importantíssimos para que os mapas da empresa sejam mais precisos e estejam sempre atualizados.

Com 30 anos de experiência em cartografia, a Here é referência mundial em serviços de localização em nuvem. Oferece aplicações para experiências em tempo real para consumidores, veículos, grandes empresas e cidades, com dados relativos a tudo que gira em torno da ação de dirigir, seja carros de passeio, caminhões, ônibus etc.

Um pouco mais sobre a Here

Fundada originalmente sob o nome Navteq, em 1985, a Here foi comprada pela Nokia em 2008. A empresa finlandesa passou a utilizar o aplicativo de navegação por GPS da Here como Nokia Maps ou Ovi Maps. A companhia foi adquirida no ano passado pelo consórcio constituído pela AUDI AG, Grupo BMW e Daimler AG, que utilizam os mapas Here nos sistemas de navegação embarcados.

A Here oferece mapas para 196 países e disponibiliza informações sobre tráfego em tempo real para outros 58

A Here oferece mapas para 196 países e disponibiliza informações sobre tráfego em tempo real para outros 58, em mais de 50 idiomas. A empresa possui cerca de 6,5 mil funcionários distribuídos em 200 escritórios em 50 países. Seus principais centros de desenvolvimento ficam em Berkeley, Seattle e Chicago, nos Estados Unidos; Berlim na Alemanha; Mumbai, na Índia; e Veldhoven, na Holanda.

Mapeando o mundo

Fomos convidados para percorrer um trajeto de mapeamento no True Car, o veículo que percorre ruas, avenidas e estradas registrando todo o ambiente e coletando informações para atualizar os mapas presentes no aplicativo Here We Go e na versão para Web. Trata-se de um carro “normal” que é equipado com dispositivos especiais para enxergar tudo ao redor e não deixar nenhum detalhe passar.

No topo do veículo, uma espécie de antena serve como receptor de GPS e contém câmeras que registram 180 graus em torno do carro. Através delas, uma foto é tirada a cada três segundos conforme o deslocamento pelas vias vai acontecendo. Tudo isso é gravado em uma central de processamento e armazenamento que fica na parte interna do veículo.

O motorista do True Car realiza todo o trabalho sozinho. Através de um monitor instalado no carro, ele verifica a rota que deve percorrer e os locais que necessitam atenção por parte do carro.

Geralmente, são áreas que passaram por alguma alteração de vias, como mudança de mão, ou alguma outra mudança importante para que o aplicativo possa calcular rotas normalmente. Nessa mesma tela, o responsável pela captura das imagens também pode assinalar problemas ou alterações de velocidade de alguma rua, entre outras informações

Processando as informações

Chegando ao escritório da Here em São Paulo, na região da Berrini, pudemos conhecer o software utilizado (e desenvolvido) pela empresa para inserir de fato as alterações captadas nos mapas. Acompanhado pela analista de comunidades da Here Melanie Ribeiro, vimos como novos dados são aplicados ao sistema de maneira rápida e prática, pontos cruciais quando se lida com uma quantidade exorbitante de informação. Imagine quantas coisas devem ser corrigidas e alteradas diariamente em um mapa de São Paulo, por exemplo.

Tudo que for alterado no programa é refletido nos mapas da Web e do aplicativo em no máximo 20 minutos e pode ser acessado do mundo inteiro

Tudo que for alterado no programa é refletido nos mapas da Web e do aplicativo em no máximo 20 minutos e pode ser acessado do mundo inteiro. O software foi desenvolvido totalmente pela Here e atende à todas as necessidades dos usuários, inclusive com sistemas especiais de trânsito de todos os lugares do mundo e que podem ser adaptados caso entrem em funcionamento em novos países.

Por exemplo: os mapas possuem um sistema que avisa o motorista sobre corredores de ônibus em cidades onde eles existem. Caso um novo local adote essa prática, seu mapa já está completamente pronto para indicar as faixas exclusivamente usadas pelo transporte público, basta liberar o recurso no mapa da cidade.

Tudo na mão e offline

O aplicativo Here We Go permite que o usuário faça o download de regiões de mapas para que seja possível utilizar o serviço sem a necessidade de se conectar à internet. No Brasil, por exemplo, você pode fazer o download das vias do país inteiro (com apenas cerca de 1,6 GB) ou divido por estados para poder navegar por aí sem gastar o seu pacote de dados.

Na versão conectada, você pode acessar informações sobre o trânsito, lugares de interesse, imagens de satélite, dados sobre o transporte público (esses também podem ser vistos no modo offline), e muitas outras informações cruciais para a sua locomoção, seja na cidade ou longe delas.

De olho no futuro

A Here vai muito além de mapas e navegação por GPS. Imagine se os veículos pudessem trocar informações sobre trânsito, condições e informações das vias, tornando a direção autônoma mais próxima da realidade? Para isso, a empresa está desenvolvendo uma proposta de interface universal para a troca de dados entre carros autônomos denominada SENSORIS.

Conforme nos explicou Vinícius Ferreira, gerente sênior de produto da Here na América Latina, trata-se de um protocolo padrão para envio e recebimento de informações coletadas por sensores de automóveis, independente da marca. Desta forma, é possível criar uma grande rede de dados sobre a situação do tráfego e das vias, com atualização em tempo real, que irá informar e conectar os futuros carros autônomos.

Desta forma, é possível criar uma grande rede de dados sobre a situação do tráfego e das vias, com atualização em tempo real

O projeto SENSORIS foi iniciado pela Here em junho de 2015, quando a companhia publicou a primeira plataforma aberta para processamento e análise de dados. Agora, a tecnologia foi apresentada à ERTICO - ITS Europe, uma associação de cerca de 100 empresas e instituições, comprometidas com o desenvolvimento de sistemas de transporte inteligentes.

Até o momento, 11 companhias já aderiram à plataforma SENSORIS, sob a coordenação da ERTICO: AISIN AW, Bosch, Continental, Daimler, Elektrobit, HARMAN, Here, LG Electronics, NavInfo, PIONEER e TomTom.

A Here acredita que o compartilhamento de dados de milhões de veículos será a chave para a direção totalmente autônoma, garantindo que cada carro tenha informações quase em tempo real das condições da estrada e dos possíveis perigos, permitindo melhores decisões. A companhia também está desenvolvendo a tecnologia de localização em nuvem necessária para detectar e processar as mudanças no mapa de condução à medida em que elas acontecem