Você é daqueles que vivem ficando sem bateria para seu celular nas piores horas e costuma andar por horas na rua todos os dias? Então não se preocupe, pois uma invenção feita por uma dupla de brasileiros promete permitir a você ter carga para o dia todo.

Criado por Rodrigo Sampaio e Carlos Dias, o Ônix, como é chamado, é um carregador de bateria portátil. Até aí não seria nada demais, mas o aparelho tem uma vantagem bastante interessante: ele é capaz de carregar seu próprio estoque de energia apenas com o movimento de sua perna.

Tudo o que você precisa fazer, para isso, é prender o aparelho – que vem na forma de uma pequena “bolsa” – à sua perna. Dentro dele está uma pequena caixinha, de apenas 6,5 cm e menos de 500 g, que armazena a energia de seus passos em uma bateria. Depois disso é só conectar seu aparelho através de um cabo USB e aproveitar o ganho de energia.

Um uso novo para uma ideia antiga

O mais interessante disso tudo é que a tecnologia usada por eles para tal é bastante simples e, de fato, já é utilizada há um bom tempo em vários dispositivos, como em relógios de pulso e até mesmo outros carregadores portáteis: através de um conversor de energia cinética, que capta a força de nossos movimentos e os converte em energia elétrica.

A diferença é que, enquanto a maioria desses dispositivos pede o uso de manivelas ou outras peças parecidas para que você carregue ele, o Ônix utiliza uma haste de metal que se move sozinha. Como resultado, uma pessoa pode simplesmente prender o aparelho na perna e esquecer dele; afinal, o carregador vai se encher sozinho, com seu movimento.

O Ônix, fora de sua bolsa.

Visto a maneira como ele converte energia, isso quer dizer que você não está limitado a utilizá-lo apenas na perna – nem somente ao caminhar – para que o Ônix faça uma carga. Assim, é possível prendê-lo em seu braço, caso vá participar de uma sessão de musculação; tudo o que importa é deixar o aparelho em um local que o faça estar em movimento constante.

Tão impressionante quanto isso é sua capacidade de armazenamento, vale notar. Segundo os criadores do aparelho, três horas de caminhada são suficientes para carregar os 9.000 mAh da bateria; isso, por sua vez, é suficiente para carregar praticamente qualquer smartphone ou tablet de duas a três vezes. Já 15 minutos são mais do que suficientes para fazer um celular voltar a funcionar, após desligar por falta de energia.

O Ônix, inclusive, é capaz de carregar múltiplos aparelhos ao mesmo tempo, através de seus cabos, oferecendo uma tensão elétrica próxima à de uma tomada comum.

Ônix, dentro de seu "case" de viagem. Versão final do aparelho não deve contar com uma bolsa, trazendo uma alça no próprio carregador.

Chegando às lojas, em breve

Não há como negar que o Ônix tem um potencial e tanto para chegar ao mercado. Entretanto, ainda devemos levar um tempo até vê-lo à venda nas lojas.

Isso porque a dupla está, no momento, em busca de patentear o aparelho. Só depois de a terem que os dois pretendem encontrar uma empresa interessada no protótipo, para então refinar a ideia – tornando-o menor e mais leve; deixando-o mais eficiente; adicionando alças para eliminar a necessidade de uma bolsa; entre outras possibilidades. O objetivo deles, por fim, é ter o produto nas lojas em 2016.

Cupons de desconto TecMundo: