(Fonte da imagem: Divulgação/Canon)

Quando a Canon lançou a 5D Mark II, no final de 2008, a possibilidade de usar uma DSLR para filmar em Full HD fez com que esta câmera se tornasse um sucesso não só entre fotógrafos, mas também para videomakers. A qualidade de imagem, as possibilidades de configuração e a carcaça robusta elevaram o patamar da fotografia digital.

Por esse motivo, o anúncio da sucessora da Mark II foi muito aguardado por profissionais da área de imagem — e ela não decepcionou. A Canon EOS 5D Mark III chegou no começo de 2012, com muitas novidades e avanços significativos que vamos destrinchar nesta análise, contando com tudo o que há de melhor em um dos sonhos de consumo de fotógrafos de todo o mundo.

APROVADO

A full frame definitiva

Antes de começar a falar mais detalhadamente da Canon EOS 5D Mark III, precisamos lembrar que esta é uma câmera profissional, indicada para quem trabalha com fotografia e filmagem, com preço elevado, corpo grande e pesado e uma série de funcionalidades que podem não fazer sentido nenhum para aqueles que são apenas entusiastas da fotografia. Dito isso, vamos aos pontos mais fortes do equipamento — e o primeiro deles é o sensor full frame.

As câmeras DSLR se dividem, basicamente, em “full frames” e “cropadas”. As câmeras full frame têm um sensor completo, equivalente a um filme 35 mm (tamanho tradicional de filmes fotográficos). Este tipo de sensor está presente nos equipamentos mais caros, enquanto as câmeras mais em conta, como a 7D e 60D, também da Canon, trazem um fator de corte, que diminui o sensor. Dessa forma, a imagem que as “cropadas” exibem não é real, sendo um pouco mais aproximada do que a full frame.

Observe nas imagens abaixo a diferença de uma fotografia capturada com a full frame 5D Mark III (sensor de tamanho 36 x 24 mm) e a “cropada” 7D (22 x 15 mm), utilizando a mesma lente de 50 mm, na mesma distância:

AmpliarA diferença entre uma full frame (primeira imagem) e uma câmera com fator de corte (segunda imagem). Nas duas imagens, a 5D Mark III e a 7D estavam no mesmo lugar, na mesma distância do objeto, com uma lente 50 mm. (Fonte da imagem: Tecmundo)

Além da diferença de enquadramento, uma full frame também nos traz maior qualidade de imagem. Resumidamente, como temos mais espaço de sensor, o mesmo valor de ISO produz menor ruído nas full frames do que nas câmeras que apresentam este fator de corte. Sendo assim, a Mark III acaba sendo mais indicada para profissionais, por trazer uma imagem mais real e muito mais nítida, aproveitando por completo seus 22,3 megapixels de resolução.

ISO altíssimo

A captura de imagens com qualidade mesmo com ISO alto é uma das principais características de uma câmera full frame, e por isso os valores de ISO que a Canon EOS 5D Mark III oferece são um destaque positivo desta análise.

Seus valores vão de 100 a 25600 (com expansão até 102400). Para se ter uma ideia, a antecessora Mark II tinha limite de 6400. Dessa forma, temos uma câmera ideal para captura de imagens com pouca iluminação, tanto em foto quanto filme. Ao combinar a 5D Mark III com uma lente clara, os resultados podem ser maravilhosos, dispensando a iluminação artificial.

ISO 100. À direita, em detalhe.  (Fonte da imagem: Tecmundo)

 ISO 25600. À direita, em detalhe. (Fonte da imagem: Tecmundo)

Mesmo com ruído, a imagem em 25600 é satisfatória, pois produz pouca interferência em relação a outras câmeras que tem alcance de ISO muito mais baixo.

Foco: 61 pontos focais

O foco foi outro ponto alto na comparação da Canon EOS 5D Mark III com a sua irmã mais velha. Enquanto a Mark II oferecia 9 pontos focais, a Mark III traz impressionantes 61 pontos, com seis configurações de prioridade diferentes, para diferentes cenários.

Isso dá ao fotógrafo ampla possibilidade de captura de imagem no modo automático, o que é ideal para capturar imagens em movimento, longe do ambiente controlado de um estúdio, e ideal para se adaptar a diferentes tipos de lente — em especial as mais claras, com abertura maior.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Corpo ultrarresistente

Sem dúvidas, a EOS 5D Mark III é uma das câmeras mais resistentes do mercado. Seu corpo é pesado, robusto e revestido da maneira correta para dar segurança ao fotógrafo na hora de manuseá-la.

Todo protegido, o equipamento possui partes emborrachadas desenvolvidas especialmente para que você segure a câmera da forma correta, sem se preocupar com eventuais escorregões ou impactos que o aparelho possa receber. A Mark III é a companheira ideal para eventos, viagens, natureza, esportes, fotojornalismo e qualquer outra situação instável.

Dois tipos de cartão de memória

Uma diferença interessante da Canon EOS 5D Mark III em relação a sua antecessora é que a nova câmera suporta dois tipos de cartão de memória. Além do modelo Compact Flash, você também pode utilizar cartões SD, mais baratos e fáceis de encontrar.

(Fonte da imagem: Divulgação/Canon)

O Compact Flash é mais rápido na hora de transferir dados e tem maior durabilidade, por conta de seu tamanho. Mas contar com a opção de uso de um SD também é realmente interessante, já que pode servir como uma alternativa de segurança caso você tenha problemas com o CF, além de ser um cartão que você acha em qualquer loja para comprar.

Diferentes possibilidades de captura de imagem

O fotógrafo que optar pela Mark III ainda vai encontrar boas opções de uso. Além de oferecer os modos de imagem com opção de realce de cores, prioridade de cena e preto e branco, também é possível capturar fotos com múltipla exposição e em HDR.

Esta função é facilmente acessada, com um botão exclusivo para isso ao lado do visor da câmera. Basta escolher o modo desejado e configurar as opções de captura, como o número de exposições, disparo contínuo ou seguido e a opção de salvar as imagens originais — sem HDR ou sobreposição de fotos.

Alteração inteligente entre visores

Quem utiliza a câmera para captura de vídeo acaba dispensando o visor direto para utilizar a tela de 3.2” que a Mark III oferece. Nas câmeras anteriores, a Canon fazia esta alteração através de um botão, mas a nova 5D traz uma chave que pode realizar a mudança de forma mais eficiente, evitando que você volte ao modo anterior acidentalmente. A chave se localiza no lado direito do visor.

(Fonte da imagem: Divulgação/Canon)

Aliás, a disposição de botões ao longo da câmera é ideal, sem poluir o corpo do equipamento, mas trazendo uma série de funcionalidades interessantes que podem tornar a vida do fotógrafo mais fácil — inclusive com a possibilidade de adicionar uma função específica ao botão M-Fn, na frente do seletor menor.

Menu exclusivo

Além do botão M-Fn que citamos no parágrafo anterior, o usuário também conta com duas opções interessantes de personalização da câmera. A Canon EOS 5D Mark III tem um menu exclusivo, para que você adicione as funções que mais usa em uma só tela, tornando-as ainda mais acessíveis.

De forma geral, o menu de opções das câmeras da Canon é muito intuitivo e organizado, mas ter uma sequencia de itens determinada por você, de acordo com as suas prioridades, é um recurso realmente inteligente.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

E a captura de imagem também tem opções exclusivas. Ao observar o seletor, você encontra as opções C1, C2 e C3. Estas funções podem ser armazenadas por você, com ISO, balanço de branco, velocidade de disparo e abertura, memorizando até três configurações que você criou.  

REPROVADO

Preço elevado

É claro que equipamentos profissionais de imagem têm um preço muito elevado, especialmente no Brasil. Mas o valor de uma Canon EOS 5D Mark III é realmente alto, podendo variar entre R$ 8 mil e R$ 12 mil somente o corpo.

Isso significa que, além de investir alto na câmera, você ainda precisa gastar com boas lentes. Mas, mesmo para quem já tem um bom conjunto de objetivas, filtros e flash, o custo pode ser difícil de digerir.

Apesar de ser uma das melhores câmeras do mercado, ainda compensa olhar com carinho para a 5D Mark II, que pode ser encontrada por R$ 6 mil a R$ 8 mil (apenas o corpo), e também é uma full frame de altíssima qualidade, tanto para foto quando para vídeo.

Foco para vídeos

Se o foco automático com 61 pontos impressiona, quem optar por uma Canon EOS 5D Mark III para captura de vídeos não vai poder utilizar esta opção, pois ela não está disponível para filmagens.

O foco automático funciona apenas para fotografias, mas só se mostrou realmente eficiente ao utilizar o visor direto. No modo de imagem ao vivo, com o visor LCD da câmera ativado, o equipamento apresentou lentidão na hora de focalizar a imagem automaticamente.

(Fonte da imagem: Divulgação/Canon)

Sem visor LCD retrátil

Algumas câmeras da Canon, como a 60D, trazem a opção de um visor retrátil que pode ser especialmente útil para filmagens. Considerando que a 5D Mark III também foi desenvolvida para captura de vídeos (e a fabricante segue se superando neste segmento), seria interessante contar com esta opção na hora de realizar filmagens em ângulos diferenciados. É claro que você pode conectar a câmera a um monitor, mas nem sempre a locação permite a utilização deste recurso.

Sem flash embutido

Esta opção reprovada pode chocar os profissionais da área, pois quem utiliza o equipamento para trabalhar sabe que o ideal é um bom flash, acoplado ou via rádio, para se obter uma iluminação de real qualidade.

No entanto, um flash embutido na câmera pode ser um bom quebra-galho em determinadas situações. Por ser um equipamento robusto e de preço elevado, não seria nada mal contar com esta opção apenas por segurança.

VALE A PENA?

 

Por suas funcionalidades, qualidade de imagem, tamanho e preço, fica óbvio que a Canon EOS 5D Mark III é um equipamento indicado somente para profissionais. E, se você trabalha na área de imagem, esta câmera vale cada centavo.

É claro que, antes de qualquer coisa, o talento que está por trás da máquina prevalece. Além disso, boas lentes podem fazer milagres até mesmo nos equipamentos mais modestos. Mas, para quem já possui um bom conjunto de objetivas e trabalha na área, a 5D Mark III é realmente um sonho de consumo.

Ela é excelente, traz opções de uso inteligentes e pode não só elevar a qualidade de seu trabalho como torná-lo muito mais prático. Exceto pelo custo do equipamento, seus contras não chegam a ser um empecilho para a compra e, mais uma vez, a Canon mostrou por que está no topo do desenvolvimento de equipamentos de imagem.

Cupons de desconto TecMundo: