Mesmo que você tenha uma câmera profissional ou mais avançada, é uma boa ideia comprar uma boa compacta para levar na bolsa e ter o aparelho em mãos sempre que for preciso. Porém, se você está atrás de qualidade real de imagem, a pesquisa para saber qual aparelho comprar fica um pouco mais limitada — e é aí que a Canon PowerShot ELPH 150 IS entra.

Essa compacta da Canon é incrívelmente pequena e leve — tão leve, de fato, que você pode até achar que ela está sem a bateria — e possui uma qualidade de imagem muito superior à maior parte dos aparelhos que você vai encontrar neste tamanho e preço. Ela tem alguns pontos que poderiam ser bem melhores; porém é, de fato, uma câmera que impressiona. As suas especificações são:

  • Número de megapixels efetivos: 20.0;
  • Sensor CCD de 1 / 2.33 polegadas;
  • Qualidade máxima de gravação de vídeo: 720p (HD);
  • Zoom óptico de 10x e digital de 4x;
  • ISO: Auto, ISO 100 / 200 / 400 / 800 / 1600;
  • Balanço de branco manual;
  • Abertura mínima/máxima: F3.0/F6.9;
  • Visor: LCD traseiro de 2.7";
  • Dimensões aproximadas: 95,3 x 56,8 x 23,7mm;
  • Peso: aproximadamente 125 g (apenas o corpo) e 142 g com a bateria;
  • Preço aproximado: R$ 499.

Ao contrário da linha de Smart Cameras da Samsung, esta máquina fotográfica é bem tradicional: ela contém poucos filtros e opções de edição, a sua única conectividade é por cabo e os seus menus são pouco intuitivos. Porém, será que todos os pontos negativos são capazes de apagar o brilho deste aparelho? Confira aqui os principais pontos que foram observados — para o bem ou não — nesta câmera da Canon.

Qualidade de imagem impressionante

Não é possível falar de nenhum outro aspecto dessa câmera sem antes mostrar o seu ponto principal: a qualidade superior das imagens. Atualmente, é muito comum pegar uma máquina fotográfica mediana e encher de funcionalidades extras e até uma conexão WiFi para mandar as fotos diretamente para o Facebook, o que torna o aparelho mais interessante e apelativo.

Isso não é um problema, mas é uma questão de público: se o que você busca é, em primeiro lugar, uma fotografia nítida, com boas cores, com um macro excelente e com detalhes impressionantes, é bom dar uma olhada no que a ELPH 150 IS é capaz de fazer. Ela entrega fotos bem focadas e com balanço de branco e de iluminação feito corretamente, sendo preciso pouca ou nenhuma edição posterior.

É claro que não é possível rivalizar com câmeras profissionais, afinal ela é uma compacta e mostra isso em varios momentos. Porém, em uma comparação com máquinas fotográficas similares e até com as câmeras dos melhores celulares, ela sai na frente e passa nos testes com louvor. E um dos principais pontos de destaque é o seu macro que, como a foto a seguir mostra, é impressionante.

Macro, zoom ótico e qualidade da lente

Segundo as especificações oficiais, ela tem uma distância focal mínima de aproximadamente 1 cm, o que já é impressionante, porém os testes feitos com ela mostraram que é possível realmente chegar perto dos objetos. A foto acima mostra detalhes tão pequenos de um objeto que, sem a ajuda das lentes da máquina, é até difícil enxergá-los corretamente.

Além de um bom sensor, o que conta aqui é que as lentes da Canon são tradicionalmente muito boas. Prova disso é que é possível conseguir até 10x de zoom óptico — ou seja, aproximação efetiva feita de maneira analógica; não um efeito digital, que corrompe a qualidade dos detalhes.

Com uma lente boa, é possível capturar fotos em situaçõea adversas (ela se dá bem em ambientes mal iluminados) sem precisar depender tanto de recursos digitais. Por exemplo, o ISO da ELPH 150 IS vai até 1600 apenas — muitas compactas, como a ST2014F da Samsung, ajustam o ISO até 3200 —, mas isso não é necessariamente negativo. Ela entrega fotos tão claras quanto a concorrência e sem precisar apelar para um ISO altíssimo.

Os menus, no entanto, não são intuitivos

Apesar de ser uma câmera excelente e que não fica devendo qualidade de imagem para as concorrentes, ela poderia aprender um pouco com as Smart Cameras da Samsung no quesito menu: é bem difícil entender como mexer no aparelho da Canon, pelo menos nos primeiros minutos.

Os menus não são integrados e eles mudam de acordo com a configuração atual (manual ou automática), o que confunde o utilizador. Um menu central para todo o tipo de ajuste seria o ideal, e não várias interfaces diferentes que aparecem de acordo com a situação atual na câmera. É possível mexer em algumas configurações usando os botões físicos, porém seria interessante se eles fossem personalizáveis.

Configurações manuais existem, mas em pequena quantidade

Se você gosta de controlar todos os aspectos da fotografia e não abre mão de todos os controles manuais, pode ser que essa câmera decepcione. Por ser uma compacta, ela não traz todos os ajustes que a maior parte dos fotógrafos consideraria o mínimo aceitável, mas é preciso lembrar que essa é só uma máquina auxiliar para levar na bolsa, não o seu equipamento principal.

Algumas configurações deixam bastante a desejar — por exemplo, o tempo máximo de abertura do obturador é 15 segundos e o mínimo é 1/2000, números que nem de longe chegam a impressionar. A abertura mínima do diafragma (F3.0) também é um problema, apesar de que ainda é melhor do que a maior parte das lentes de câmeras compactas. Se não fosse o seu bom sensor, no entanto, ela poderia ter certa dificuldade em ambientes mais escuros.

Outro ponto que poderia ser melhor é que as imagens têm a proporção 4:3, com apenas uma opção wide. Isso não quer dizer que essa câmera é para amadores, ainda existem muitos recursos manuais que você pode configurar (incluindo o balanço de branco e foco), mas não espere recursos de uma mirrorless ou mesmo de uma semi-profissional. A PowerShot ELPH 150 IS é uma compacta e isso fica bem claro quando você está fotografando.

Não conte muito com os filtros dessa câmera

O maior problema da Canon PowerShot ELPH 150 IS é que ela, no final das contas, tem limitações tanto para profissionais quanto para entusiastas e quem quer bater fotos casualmente. Por não oferecer todos os controles manuais necessários, ela acaba sendo simples demais para um grupo. Porém, ao mesmo tempo, quem gosta de um aparelho cheio de filtros e opções de edição embutidas também pode ter problemas.

Isto é, ela traz alguns efeitos interessantes, como um filtro de câmera de brinquedo e até um simulador de tilt-shift, mas eles são difíceis de achar no menu e bem básicos. Nesse ponto, ela prioriza que você tire as fotografias no modo normal e depois, se quiser, aplique a edição já no computador. Esse não é um problema grave se você quiser fotografias casuais para o dia a dia, mas seria interessante mais filtros e uma interface amigável para eles.

Vale a pena?

Responder a essa pergunta com um sim ou um não é impossível, já que é preciso saber que uso você pretende dar para este gadget. A Canon PowerShot ELPH 150 IS é um aparelho que levanta várias perguntas na hora de comprar uma máquina digital nova. A primeira e principal delas é: se você tem um bom celular, é preciso ter uma câmera compacta também?

Certamente, ao contrário de muitas máquinas mais simples, ela consegue imagens mais nítidas e com qualidade do que a maior parte das câmeras de celulares mais populares. O problema é que, se você não precisa de milhares de pixels e vai postar as fotos apenas nas redes sociais, um bom telefone consegue dar conta do recado. Isto é, essa câmera é boa, mas ela não chega a chamar a atenção para o uso no dia a dia.

Se você é fotógrafo ou entusiasta e quer uma companheira com mais recursos e uma lente melhor do que a do celular, no entanto, já começa a valer a pena pensar em adquirir um aparelho desses. Ela possui limitações, mas apresenta também uma qualidade de imagem que impressiona e um macro que é capaz de captar com nitidez os mínimos detalhes de um objeto.

O seu preço é um grande ponto positivo, já que ela custa menos de 500 reais, mesmo sendo um lançamento recente. Ou seja, ela é uma câmera que foi feita para ser popular e também para ser levada sempre dentro da bolsa com você. O problema é que ela talvez tenha chegado com alguns anos de atraso, já que hoje em dia existem opções ainda mais práticas para fotografar e filmar o dia a dia.

Cupons de desconto TecMundo: