(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Alguns dos principais nomes da internet brasileira estiveram reunidos no palco principal da Campus Party Brasil 2012 durante o começo da tarde desta sexta-feira. Rafinha Bastos, Rodrigo Fernandes (Jacaré Banguela), Maurício Cid (Não Salvo), PC Siqueira e Rosana Herman (Querido Leitor) estiveram presentes para contar como é estar na segunda geração da internet: a dos filhos.

O conceito de "filhos da internet" foi utilizado para mostrar que todos eles conseguiram alcançar o atual estágio de fama devido à web. Para quem não sabe, Rafinha Bastos começou sua carreira com uma página em que publicava vídeos caseiros de paródias de músicas e videoclipes. PC Siqueira é conhecido pelo vlog "Maspoxavida", Rodrigo é dono do Jacaré Banguela e Cid do Não Salvo (dois dos maiores blogs do país).

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

As principais pautas da conversa foram a liberdade de expressão que se tem na internet e o que é preciso fazer para alcançar o sucesso. Todos concordaram em dizer que para a internet ser receptiva, é preciso que as pessoas não tenham medo de arriscar. É preciso falar  "dane-se" e dizer o que se pensa, sem medo de estar ofendendo alguém. Somente assim se pode ser autêntico, afirmam.

Internet Vs. Televisão

Quais as vantagens da internet em relação à televisão? Segundo Rafinha Bastos, a mais visível é a proximidade criada entre artista e espectadores. Rodrigo Fernandes disse que até mesmo a possibilidade de se fazer um comentário nos vídeos ou postagens é uma forma de comunicação com os espectadores. O Twitter possibilita isso de uma maneira muito compreensível.

Inclusão Digital

Os participantes da conversa admitem que a inclusão digital é muito necessária para a proliferação das mensagens e disseminação do conhecimento existente na internet. É preciso que as pessoas conheçam a tecnologia e saibam as formas como ela contribui para a formação de uma nova geração.

Rosana Hermann lembrou do caso "Luiza, que está no Canadá". Enquanto muitas pessoas acham que a repercussão do caso é uma prova de que os brasileiros já foram mais inteligentes, para ela isso é uma prova de que o Brasil está caminhando para uma nova era de descobrimentos.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Qualquer sinal de interesse em compartilhamento de informações, seja ela construtiva ou recreativa, pode significar um avanço muito grande para a sociedade que ainda mostra seus primeiros passos em direção ao futuro digital. Ela lembrou ainda que a atual geração pode contar com "arquivos", o que é vital para um resgate histórico muito mais dinâmico do que o conseguido décadas atrás.

Em resumo, o bate-papo com os "filhos da internet" serviu para mostrar que há espaço para todos na rede. Tanto para os que produzem, quanto para os que consomem conteúdo de mídia digital.