Tablets poderão ter preços reduzidos

O ministro das Comunicações Paulo Bernardo anunciou ontem, em entrevista coletiva na Campus Party Brasil 2011, que pretende colocar em discussão a proposta de conceder aos tablets os mesmos benefícios fiscais dados a computadores pessoais e notebooks.

Bernardo sinalizou que deve discutir a proposta com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior, Fernando Pimentel, visando uma revisão na política industrial para que os tablets sejam reclassificados e, com isso, possam receber os benefícios.

“Conversei com alguns representantes da indústria e eles me disseram que se o governo der aos tablets o mesmo tratamento dado aos notebooks e computadores, será possível baratear e produzir tablets no país, em condições muito melhores” explicou.

Segundo informações apresentadas pelo presidente da Telefonica, Antonio Carlos Valente, durante debate na Campus Party Brasil 2011, no ano passado foram vendidos cerca de 15 milhões de computadores no Brasil, um número recorde, que foi possível graças a redução de uma série de impostos.

Pesquisas realizadas no mês de dezembro apontaram que os tablets vendidos no Brasil estão entre os mais caros do mundo. No Brasil, apenas dois modelos são comercializados: o iPad, da Apple, e o Galaxy Tab, da Samsung. A expectativa é que, para 2011, novas marcas entrem no mercado nacional. No início de janeiro, a presidente Dilma Rousseff também se mostrou favorável a popularização do preço dos tablets.

Cupons de desconto TecMundo: