Uma das principais características de uma sala de informática é a falta de mulheres. Não que elas não gostem ou sejam boas em codificação, porém, por algum motivo misterioso, não são muitas aquelas que investem nessa carreira.

Visando diminuir essa diferença, a Telefônica Vivo e a Fundação Lemann estão lançando na Campus Party o Programaê!, que tem como objetivo aproximar a programação do cotidiano dos jovens brasileiros. No evento, eles darão início ao desafio Techonovation Programaê! 2015. Essa disputa é direcionada exclusivamente para as meninas e faz parte da etapa brasileira de uma das maiores competições de empreendedorismo e programação mundial.

A importação de Apps

Segundo uma pesquisa feita pela Flurry, apenas 8% dos aplicativos utilizados no Brasil são feitos nacionalmente. Gabriela Bighetti, presidente da Fundação Telefônica Vivo, explica que: “isso expressa não somente as possibilidades de crescimento desse segmento, mas também que a linguagem de programação é difícil e para poucos”.

O intuito do projeto é desmistificar o assunto, criar novas oportunidades de negócio e carreiras no país. Na Campus Party, serão promovidas palestras, hackathons e workshops para popularizar a codificação. Além disso, o projeto apresentará ferramentas online gratuitas para que as pessoas possam aprender, ensinar e promover transformações na sociedade.

As mulheres no poder

O desafio Technovation faz parte de uma ação global para atrair garotas para o universo da informática e programação, com foco principal no desenvolvimento de aplicativos para solucionar problemas sociais. As vencedoras participarão de um pitch internacional, no Vale do Silício, e concorrerão a um prêmio de US$ 10 mil (aproximadamente R$ 27 mil) para financiamento do projeto.

Cupons de desconto TecMundo: