A divisão de pesquisas da Microsoft, junto com a Universidade de Washington, apresentou um dispositivo chamado HyperCam, uma câmera capaz de enxergar detalhes além das capacidades do olho humano. O dispositivo consegue processar várias fotografias feitas a partir de diversos espectros de luz e, quando as combina em uma só, é possível conferir detalhes até então invisíveis.

Fotografando uma mão humana, a equipe da HyperCam conseguiu mostrar, por exemplo, todo o esquema de organização das veias da pessoa, além também do padrão de rugas da pele. Esse tipo de padrão poderia ser utilizado para vários fins, inclusive para identificação biométrica. Outra aplicação menos séria seria a identificação de dois jogadores, por exemplo, apenas pelos padrões de suas mãos nos consoles.

Menor e mais barata

Entretanto, a HyperCam está longe de ser algo novo no sentido tecnológico da coisa. Há várias outras câmeras que realizam trabalhos similares, porém são todas muito grandes e nada portáteis. Além do mais, os preços são sempre bem salgados para organizações que precisam pagar por elas para algum tipo de pesquisa.

Por isso, o pessoal da Microsoft Research, junto com pesquisadores da Universidade de Washington, achou interessante construir o equipamento e fazer experimentos com ele. Note no vídeo que eles inclusive fotografaram várias frutas durante uma semana e conseguiram identificar o estado de apodrecimento delas com certa facilidade. A taxa de precisão nesses casos foi estimada em 94%, enquanto câmeras comuns não passam de 62%.

Cupons de desconto TecMundo: