Um grupo de ex-alunos do Massachusetts Institute of Technology (MIT) desenvolveu um equipamento que pode virar padrão nos departamentos de polícia dos Estados Unidos. O curioso é que ele não é nada parecido com qualquer maquinário militar usado atualmente.

Trata-se da Explorer, uma câmera em forma de esfera de borracha com um só processador de imagem, mas seis lentes espalhadas pela superfície da bola. Também com luzes em LED, ela é capaz de capturar imagens em vídeo de forma panorâmica e fazer a transmissão para dispositivos móveis dos policiais em tempo real. O objeto não usa qualquer tipo de controle remoto: ela precisa ser rolada ou arremessada para o local correto.

O envio do conteúdo para um aparelho via rede privada e o processamento rápido de imagem com compressão de tamanho (e baixa perda de qualidade, claro) são os trunfos da Explorer. O objetivo é fazer com que grupos policiais tenham imagens prévias de uma sala antes da invasão por grupos de infiltração humanos. Ela é indicada para locais com suspeitos ou que corram perigo de desmoronamento, por exemplo.

A startup Bounce Imaging vai enviar uma centena de unidades da Explorer para delegacias espalhadas pelos EUA e ouvir críticas e sugestões das equipes de teste para saber se mantém a fabricação do modelo ou parte para uma versão 2.0 da criação.

Cupons de desconto TecMundo: