Hoje em dia, qualquer um pode sacar o celular ou uma câmera de tamanho reduzido do bolso e gravar facilmente momentos interessantes e engraçados ou, ainda, flagrar acontecimentos no calor do momento. Porém, ao rever o material, muitas vezes percebemos que tudo ficou tremido e que aquele vídeo épico ficou praticamente inutilizado. Os dispositivos tentam compensar os balanços involuntários de quem filma através de sistemas de estabilização de imagem, mas mesmo eles não são capazes de fazer mágica. Ou será que são?

É inegável que a isso fez com que a situação melhorasse, mas, ao que parece, os pequenos conjuntos de sensores e lentes de aparelhos mais compactos não são suficientemente poderosos para vencer a tremedeira de algumas pessoas – ou tornar as filmagens feitas de dentro de um veículo em uma estrada esburacada algo legal de se ver. Mesmo em câmeras mais avançadas, a estabilização ótica – geralmente integrada à lente – pode deixar a desejar. O sistema criado pela Olympus, porém, é surpreendentemente eficaz na empreitada.

O blogueiro e entusiasta de fotografia Fredrik Gløckner ficou surpreso com a capacidade de estabilização de imagem de sua Olympus OM-D E-M5 Mark II e resolveu que gravaria o mecanismo em ação para desvendar a bruxaria. O resultado? Um vídeo hipnotizante que mostra o que acontece quando uma empresa transporta a tecnologia da lente para o próprio sensor, fazendo com que ele responda adequadamente para contrapor qualquer tipo de movimento durante a gravação – diminuindo sensivelmente as chacoalhadas mais bruscas.

Para mostrar tudo em ação, o alemão colocou outra câmera frente a frente com a OM-D E-M5 Mark II para registrar o suave balanço do sensor do produto da Olympus. A tecnologia IBIS (In-body image stabilization) utiliza ímãs para levitar magneticamente a peça em até cinco diferentes eixos, se mostrando bastante efetivo até para filmagens de assuntos a distâncias razoavelmente grandes. Quando comparada com soluções convencionais de estabilização de imagem, por exemplo, a que foi adotada pela empresa japonesa parece estar bem à frente.

Me ensine sua técnica, nobre galinha!

E aí, acha que isso é suficiente para dar conta de filmar o coleguinha pulando na piscina do prédio no feriadão? Ou será que vai ser preciso que alguém crie finalmente um mecanismo semelhante ao que faz com que a galinha mantenha sua cabeça em uma posição fixa? Deixe sua opinião mais abaixo, na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: