A Sony apresentou ao mercado a linha de câmeras mirrorless Alpha. E um dos aspectos que tem chamado a atenção nestes novos modelos é o sistema de foco inteligente de “quatro dimensões”. Presente em máquinas como A77 II, A6000 e A5100, o 4D Focus é capaz de levar em conta a velocidade de locomoção de objetos e mantê-los, então, focados.

Acontece que os mecanismos tradicionais de foco 3D analisam somente a profundidade de campo e níveis de contraste para que elementos que compõem planos que não os primários fiquem fora de foco – o tempo de estabilização de imagem consumido por este tipo de sistema pode comprometer a captação de fotos. O 4D Focus não apenas “entende” o modo 3D: ao observar um objeto, o recurso pode “prever” a localização do tal elemento, deixando-o em foco (este processo pode focalizar itens em cerca de 0,06 segundos).

O resultado deste sistema são imagens “limpas”, sem borrões. Mas o 4D Focus pode ser praticamente inútil se a área de cobertura de foco não capturar o elemento que se quer fotografar. Apesar de contar com 179 pontos de foco e cobrir cerca de 90% da área capturada pelo sensor de imagem, o desempenho da A6000, por exemplo, pode ser comprometido se o elemento escapar à monitoria sistema 4D Focus.

De todo o modo, o mecanismo de foco em “quatro dimensões” é inteligente o suficiente para acompanhar a movimentação de objetos para deixá-los , assim, devidamente focados mesmo em cenários que contêm diversos níveis de profundidade de campo – significa que o sensor não é “distraído” por objetos que até mesmo se sobrepõem à área monitorada.

A demonstração da soma entre o rastreamento por "tempo" e "espaço" pode ser conferida por meio do vídeo postado logo acima deste texto. Sob o nome de “Steadfast”, o modo automático aparece em pleno funcionamento ao monitorar um jogador de futebol durante uma partida – note que, apesar de haver vários elementos que poderiam deixar o sistema de foco confuso, o 4D Focus é capaz de manter-se focado sobre determinado objeto.

Cupons de desconto TecMundo: