Parece que a tradicional disciplina dos japoneses não tem limites. Agora, pesquisadores da Terra do Sol Nascente conseguiram criar a câmera mais rápida do mundo: trata-se de um complexo aparelho capaz de capturar nada menos que 4,4 trilhões de quadros por segundo.

Na prática, isso significa que Flash Gordon come poeira: é possível filmar eventos com duração em “femtossegundos”. Para se ter uma ideia, cada femtossegundo equivale a 10-15 segundos.

12 gênios

A equipe de pesquisadores consiste em 12 cientistas japoneses. O poder de velocidade da câmera é capaz de capturar até mesmo reações químicas – uma equipe internacional conseguiu fazer fotografias da fotossíntese em ação! E tudo na mesma escala temporal, mas usando raios X.

A câmera é capaz de produzir 450 x 450 pixels mesmo em sua velocidade máxima. Para um dispositivo assim, a quantidade pode ser considerada gigantesca.

E não para por aí não. De acordo com Keiichi Nakagawa, um dos pesquisadores da equipe, a “femtofilmadora” permitirá a captura de imagens de outras reações químicas em andamento, ondas vibracionais e até mesmo condução de calor.

Os cientistas adiantam que, para que os benefícios da câmera possam ser amplamente sentidos, a equipe vai trabalhar na miniaturização do aparelho, pois o protótipo mede cerca de um metro quadrado, sendo um “pequeno gigante”, como você pode conferir na imagem acima.

Cupons de desconto TecMundo: