Câmera é encontrada com fotos intactas depois de passar dois anos no mar

1 min de leitura
Imagem de: Câmera é encontrada com fotos intactas depois de passar dois anos no mar
Avatar do autor

Uma câmera perdida há dois anos durante um naufrágio na costa da Ilha de Vancouver, no Canadá, está voltando para seu dono. E o detalhe: com as fotos intactas, preservadas no cartão de memória.

A câmera pertence ao artista Paul Burgoyne, que sofreu o naufrágio em uma viagem de 500 km entre Vancouver e sua casa de férias. “Estou chocado. Recuperar as fotos é maravilhoso”, disse ele.

O equipamento foi encontrado em uma profundidade de 12 metros por dois estudantes universitários que mergulharam para fazer uma pesquisa. De acordo com Isabelle M. Côté, a professora dos dois, várias espécies marinhas habitavam a câmera, incluindo exemplares de dois reinos diferentes.

Como o cartão de memória Lexar Platinum II de 8 GB ainda funcionava, Cotê escolheu um retrato de família para publicar no Twitter, na esperança de encontrar o proprietário da câmera. Por sorte, um membro da guarda costeira que havia participado do resgate de Paul Burgoyne reconheceu o artista no centro da imagem, possibilitando que o equipamento fosse devolvido.

Burgoyne contou que a notícia trouxe à tona lembranças do naufrágio. “Imediatamente eu pensei no alívio que senti quando o oceano se acalmou e eu estava sentado nas costas do meu barco, sozinho, pensando ‘O que poderia ser melhor que isso’”, contou ele.

O cartão recuperado armazenava imagens de valor inestimável para Burgoyne, incluindo fotos de uma reunião familiar para espalhar as cinzas de seus pais em um lago e um vídeo registrando a agitação das ondas momentos antes do naufrágio, que pode ser visto aqui.

Via EmResumo

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Câmera é encontrada com fotos intactas depois de passar dois anos no mar