A nanotecnologia é o futuro sendo trabalhado no presente, e podemos dizer que esta câmera que você vai conhecer agora faz parte disso. Pesquisadores da Universidade de Stuttgart, na Alemanha, desenvolveram uma microcâmera que pode ser encaixada dentro de uma seringa. Qual é o tamanho dela? Um grão de sal.

Os cientistas acreditam que a pequenina câmera poderá ser usada para explorar áreas de difícil acesso no corpo humano — além disso, o uso pode servir para vigilância, espionagem e até para robôs e máquinas com visão "autônoma", como notou o The Verge.

A pesquisa foi publicada na Nature Photonics e explica que o processo de desenvolvimento utilizou uma impressora 3D. O aparelho serviu para imprimir três lentes, além de um case próprio para os itens.

Os pesquisadores comentaram que levaram apenas algumas horas para criar, fabricar e testar a microcâmera, que apresentou resultados ótimos: "Alto desempenho ótico e uma compactação tremenda", notaram no estudo.

Microcâmera

A lente, por si só, tem uma largura de 100 micrometros (0,1 milímetro). Com o case, o tamanho sobe para 120 micrometros. A pesquisa nota que elas podem focar imagens com uma distância de 3 milímetros e transmitem as imagens por meio de um fibra ótica de 1,7 metro.

Lentes com case e circuitos

O que você achou da iniciativa? Interessante? Dê a sua opinião nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: