Quando o desenvolvedor Andy Rubin, criador do sistema operacional Android, deixou o Google em 2014, logo veio a notícia de que o programador passaria a investir em outras empresas bem menores do que a gigante das buscas. O resultado foi o Playground Studio, incubador de startups focadas em hardware que recebeu inúmeros projetos. Um deles é o Lighthouse, descrito como um "assistente pessoal interativo", e que chegará ao mercado ainda neste ano.

O dispositivo chega como uma alternativa às tradicionais câmeras de vigilância. Ao contrário destas, que possuem sensores muito simples de gravação, o Lighthouse entende realmente o que acontece dentro da sua casa, graças a um sistema capaz de identificar automaticamente pessoas, bichos de animação e objetos na residência - um conceito semelhante ao que é usado nos carros autônomos. Além disso, o gadget possui em sua arquitetura um mecanismo de inteligência artificial que permite aprender mais sobre o ambiente monitorado conforme o tempo.

Segundo a startup, o aparelho é equipado com microfone, alto-falantes, sensor 3D para detectar gestos, alarme e uma câmera que grava vídeos em Full HD, tanto em cores normais quanto em visão noturna. Por meio desses componentes, o acessório pode fazer reconhecimento facial das pessoas que moram no local para confirmar sua identidade. Ele também sabe reconhecer o rosto de indivíduos que não aparecem com frequência, como visitas, por exemplo.

Outra característica é um aplicativo dedicado que avisa sobre o que aconteceu ou está acontecendo na casa. É possível perguntar "o que as crianças fizeram enquanto a babá estava lá?", "o que o cachorro fez depois que eu saí?" ou "onde as crianças estavam entre às 10h e 11h da manhã do sábado?". Se identificar qualquer movimentação suspeita, o dispositivo então envia uma notificação para que você assista pelo app as gravações desejadas.

No quesito segurança e privacidade, o Lighthouse oferece proteção com criptografia equivalente aos sistemas bancários. Somente você pode acessar as informações, que ficam armazenadas por um período de até 30 dias. Após esse período, o aparelho deleta automaticamente as imagens.

O Lighthouse será enviado a partir de setembro e já está em pré-venda por US$ 399. Neste valor já estão inclusos 12 meses do serviço "Lighthouse Intelligence", que pode ser ampliado para 36 ou 60 meses por US$ 499 e US$ 599, respectivamente. Depois do período adquirido se encerrar, será necessário pagar uma assinatura de US$ 10 mensais para continuar utilizando a plataforma. Quem estiver interessado em adquirir o produto é só acessar o site oficial para saber mais.

Cupons de desconto TecMundo: