Ouvir música no celular é provavelmente uma das atividades mais comuns nesse tipo de aparelho, sendo tão importante quanto fazer ligações para muita gente. Enquanto geralmente basta um fone de ouvido de qualidade para curtir uma trilha sonora de forma cristalina, o papo muda na hora de usar os alto-falantes integrados. Salvo raras exceções – sim, estamos olhando para você, HTC –, as chances são de que essas saídas de som não sejam exatamente fiéis ou mesmo potentes na reprodução de suas canções favoritas.

Com o objetivo de amenizar o problema, surgiram as amadas caixas de som portáteis, que costumam utilizar a tecnologia Bluetooth para se comunicar com smartphones e tablets e reproduzir o conteúdo tocado por eles de uma forma mais agradável. Como há uma boa quantidade delas no mercado, a tarefa de encontrar a que mais se encaixa no seu perfil acaba se tornando árdua. Para dar um ajuda, analisamos aqui a Vizio Soundbox, que já é vendida no país e pode ser encontrada nas principais lojas do varejo pelo preço sugerido de R$ 199.

Para aumentar a empatia do público com os artigos importados pela empresa, a Vizio geralmente investe em parcerias com artistas brasileiros. No caso desse speaker wireless, o escolhido para ser o garoto-propaganda da marca foi o cantor Lucas Lucco. Mas será que o selo de aprovação do sertanejo casa com o que você espera desse item? Confira abaixo, as especificações da Soundbox e a nossa avaliação.

Visual e design

Logo ao conferir o material pela primeira vez, o usuário tem uma surpresa inusitada: a Vizio Soundbox chega envolvida não por uma, mas duas caixas de papelão fino bem justinhas – com uma delas encaixada dentro da outra. A arte dessas embalagens não é lá muito inspirada, dando a impressão de que se trata de algo genérico, já que exibe fotos pequenas do produto, textos minúsculos, poucas informações técnicas e nem mesmo dá destaque ao moço que serviria de chamariz para a peça.

Felizmente, ao retirar o conteúdo de dentro delas, a experiência é bem diferente. Disponível nas cores vermelha, azul, cinza e preta, a caixa de som tem um design que pode ser chamado de comum – inclusive sendo bastante semelhante ao de outros itens analisados aqui mesmo no TecMundo –, mas que indiscutivelmente chama atenção. A grade metálica que envolve toda a lateral possuiu um padrão muito bonito, enquanto o topo e a base emborrachados dão estabilidade e passam o sentimento de que o hardware pode resistir a algumas quedas.

A escolha da Vizio por investir em indicadores e textos que dependem do relevo para serem reconhecidos e lidos – já que usam a mesma cor utilizada no resto do objeto –, porém, pode ser uma faca de dois gumes. Por um lado, a decisão contribui para o visual minimalista, mas, por outro, dificulta bastante a familiarização com controles e funções do aparelho, principalmente em um primeiro momento.

De qualquer modo, não são muitos recursos a serem desvendados. A parte superior do equipamento conta com os botões de avançar ou retroceder na playlist – que com cliques longos aumentam ou diminuem o volume –, um que reproduz e pausa as músicas – alternando entre os modos Bluetooth e a leitura de cartões quando pressionado por um tempo – e um maior, dedicado à função de receber chamadas feitas para o dispositivo mobile. Em uma das laterais, se concentram todas as opções de conexão e a chave de liga/desliga.

Infelizmente, um aspecto da Vizio Soundbox pode incomodar bastante os usuários que querem algo mais discreto. Um led azul bem forte fica piscando durante todo o tempo em que o produto está ativo, distraindo bastante quem estiver com ele no campo de visão e transformando ambientes mais escuros em verdadeiras pistas de dança. Isso quer dizer que o equipamento pode não ser o mais indicado para quem pretende deixá-lo no quarto ou em cima da mesa de trabalho.

Simplicidade acima de tudo

A caixa de som da Vizio não tem uma ampla gama de conexões para os aficionados por tecnologia ou funcionalidades para os audiófilos de plantão, mas com certeza deve dar conta do recado para os usos comuns de grande parte do público. Ao todo, o aparelho conta com uma entrada mini USB – apenas para recarga da bateria –, uma saída P2 auxiliar e um slot que dá suporte a cartões micro SD de até 16 GB. Desse modo, a simplicidade que parece imperar no produto tem tudo para ser o grande trunfo na conquista dos consumidores.

Dito isso, é claro que o destaque em um hardware desse tipo é a comunicação através do Bluetooth 2.0. Sim, a empresa acabou optando pela versão antiga da tecnologia em vez de investir na edição 4.0 – que é mais segura e inteligente no consumo da bateria. Ainda assim, o recurso permite parear dispositivos mobile – ou mesmo notebooks – com a Soundbox de forma simples, rápida e fácil, sem que o usuário tenha que se preocupar com instalação de programas ou download de aplicativos específicos.

O processo só exige a ativação do Bluetooth do seu aparelho e a conexão com o item “BT Speaker”. A função NFC também está presente e torna ainda mais tranquila a conversa entre a dupla. Se o seu telefone também tiver o recurso, é só aproximá-lo do speaker sem fio para que surja uma janela pedindo autorização para integração entre as partes. Como o chip usado pela Vizio não parece ser muito potente, é preciso tentar algumas vezes para fazer tudo dar certo. Depois disso, é simples controlar a reprodução de músicas e até atender chamadas de voz.

Sim, quando a Vizio Soundbox estiver pareada com o seu celular, você pode receber a chamada através da própria caixa de som, como se fosse uma versão encorpada do viva-voz original. O melhor é que, como há um microfone integrado, você pode dar continuidade à conversa sem precisar ter o smartphone em mãos. A qualidade da ligação é boa – tanto para ouvir como para falar –, mas como o receptor de voz fica perto dos alto-falantes, a pessoa do outro lado acaba invariavelmente escutando um retorno da própria voz.

A bateria pode ser um problema

A autonomia de produtos como esse é um fator de extrema importância, já que afeta exatamente a portabilidade do aparelho, que é voltado para usos externos e para quem, geralmente, quer dispensar cabos e fios. No manual, a Vizio indica que a alimentação é feita por uma bateria de íon-lítio de 1020 mAh. Porém, ao abrir o compartimento da peça, notamos que o modelo recebido apresenta uma bateria de apenas 600 mAh. Mesmo com essa diferença, o tempo de duração é bem próximo do que é divulgado pela empresa.

O número inicial de autonomia do equipamento é de cinco horas, mas só é possível chegar perto desse valor ao escutar rádios FM pelo receptor da própria caixa de som, ao reproduzir músicas através da entrada P2 – ligando tudo através de um cabo já incluso no pacote – ou ao optar por tocar apenas o conteúdo do cartão micro SD. Com essas opções, o produto durou pouco mais de quatro horas antes de se exaurir completamente. Mas é claro que essa não é a utilização mais comum para a Vizio Soundbox, certo?

Fazendo a conexão via Bluetooth e deixando o speaker em um volume médio para alto, o dispositivo aguentou cerca de duas horas e meia de reprodução ininterrupta. Esse número é até aceitável se você levar em conta que a importadora deixa claro que, nesse modo, a caixinha fica ativa entre duas e três horas. Infelizmente, isso não diminui as chances de que essa configuração seja um banho de água fria para quem esperava se livrar de tomadas ao levar o item para festas, para a praia ou qualquer outro lugar mais afastado da rede elétrica.

Além disso, é extremamente irritante o fato de que, quando a bateria chega na reta final, a voz que narra as funções do equipamento fica interrompendo as canções a cada 60 segundos para avisar da situação, fazendo com que você queira arrancar os cabelos – ou desligue de vez a caixinha – caso não tenha a possibilidade de fazer a recarga na hora. Adicionalmente, é impossível saber quando a peça foi completamente recarregada, já que o led vermelho que indica a alimentação da bateria não se apaga nunca.

Fidelidade na reprodução

Mesmo com tudo isso que foi explicado até o momento, a pergunta que não quer calar é: como é a qualidade sonora da Vizio Soundbox? Fabricado na China, com um preço razoavelmente baixo para o segmento e sem trazer grandes revoluções tecnológicas, o speaker surpreende de forma positiva na hora de reproduzir músicas. O áudio é bastante claro e relativamente limpo mesmo em volumes mais altos, apresentando baixa distorção e apenas alguns poucos ruídos de fundo quando o som está no máximo.

Testando o dispositivo com arquivos de bitrates variados – entre 192 e 320 kbps –, notamos que a caixa de som tende a acentuar um pouco mais os graves, mas sem deixar que isso afete demais ou apague os agudos, sendo eficiente na tarefa de evitar que as canções fiquem com a impressão de estarem abafadas. Mesmo que não chegue a ficar no mesmo patamar de produtos de marcas mais conhecidas – e caras –, o hardware da Vizio deve agradar bastante uma boa parcela do público.

Vale o aviso de que, apesar de parecer inicialmente que o áudio “vaza” de todos os lados do equipamento, há apenas dois alto-falantes, que ficam posicionados na parte frontal da caixinha. Por isso, é preciso ficar atento na hora de posicioná-la, sob o risco de se obter uma experiência apenas mediana caso as saídas de som estejam voltadas para o lado contrário de quem está ouvindo.

Vale a pena?

Se olharmos o segmento de caixas de som Bluetooth de baixo custo disponíveis no varejo brasileiro, dá para notar que a Vizio Soundbox é uma opção bastante válida para o consumidor que quer curtir em alto e bom som músicas reproduzidas diretamente do celular. Apesar de o preço oficial ficar a um passo da casa dos R$ 200, não é difícil achar o produto por até R$ 135 caso você resolva garimpar a internet atrás de promoções e ofertas. Isso faz com que o produto consiga competir até com alguns itens encontrados facilmente no mercado cinza.

A qualidade de áudio, o design agradável e a decisão por incluir a tecnologia NFC podem ser detalhes importantes para muita gente na hora de optar pela compra desse dispositivo. Além disso, ajuda muito o fato de a Vizio ter um escritório local, possibilitando que clientes com dificuldades possam pedir ajuda ao suporte da marca no país – uma bela vantagem em cima de outras empresas do ramo. A compatibilidade com praticamente qualquer aparelho Bluetooth e a conexão P2 para os que não possuem o recurso completam bem o pacote.

Embora seja possível relevar problemas como o led brilhante demais e o aviso irritante de recarga – se você for do tipo paciente –, a duração reduzida da bateria tira muitos pontos do hardware. Isso porque o grande trunfo da portabilidade acaba ficando em xeque se o consumidor quiser tocar músicas por longos períodos, ação que praticamente obriga o usuário a manter o produto plugado no USB. Caso esse não seja o seu caso, a indicação positiva da Vizio Soundbox fica mais do que mantida para uma boa experiência de áudio.

--

Atualização: depois de termos entrado em contato com a empresa para esclarecer a situação da bateria, a Vizio disse que tudo não passou de um mal-entendido,  confirmando que a peça é realmente de 600 mAh – o que valida os testes feitos pelo TecMundo durante a análise. Confira na íntegra a resposta da companhia: "Infelizmente, ocorreu um erro gráfico na produção/impressão dos manuais deste lote. Estaremos substituindo as informações e também arrumando os manuais em PDF".

Cupons de desconto TecMundo: