Dispositivos são pequenos, ultrafinos e copiam dados do cartão (Fonte da imagem: Reprodução/European ATM Security Team)

Não é só aqui no Brasil que os consumidores sofrem com as fraudes envolvendo caixas eletrônicos. Na Europa, cada vez mais as agências de segurança precisam ficar atentas para identificar qualquer atitude suspeita. O problema é que isso tem ficado cada vez mais difícil. Segundo o European ATM Security Team, associação que ajuda na fiscalização destes terminais de autoatendimento, um novo tipo de clonagem vem sendo utilizada.

Os criminosos inventaram um dispositivo ultrafino, que é inserido diretamente no lugar onde os clientes dos bancos inserem os seus respectivos cartões. O dispositivo fica alojado ali e, assim que alguém tentar utilizar o caixa eletrônico, ele entra em ação, copiando todos os dados gravados na tarja magnética do cartão.

Já por meio de outro sensor (ou câmera escondida), os criminosos são capazes de identificar as senhas da pessoa. Ou seja, conseguem botar as mãos em praticamente tudo o que é necessário para poder roubar o dinheiro dos clientes sem serem percebidos. Talvez o futuro esteja mesmo nos caixas eletrônicos com leitores biométricos.

Fonte: European ATM Security Team, KrebsonSecurity e Gizmodo

Cupons de desconto TecMundo: