O mercado da informática é bombardeado com novos produtos todos os meses, o que deixa a situação complicada para o consumidor que deseja apenas adquirir um aparelho funcional.

Ocorre que, da mesma forma que existem companhias honestas, há fabricantes picaretas que visam apenas enganar o consumidor com dispositivos falsos ou enganosos.

Recentemente, um usuário do reddit publicou algumas dicas sobre alguns tipos de cabos que não funcionam apropriadamente e que fazem o consumidor apenas gastar uma boa grana sem obter o benefício desejado. Confira abaixo quais componentes você não deve comprar.

1. Cabo HDMI para VGA

O primeiro tipo de cabo é bem comum de encontrar, pois ele é muito procurado. Com a promessa de enviar um sinal HDMI para uma porta VGA (ou vice-versa), esse tipo de cabo possibilitaria que antigos computadores pudessem enviar sinal para novos televisores, bem como seria uma peça fundamental na conexão de novos PCs (com HDMI) e antigos monitores.

(Fonte da imagem: Reprodução/Amazon)

A verdade é que esse tipo de cabo não funciona conforme o esperado. O sinal HDMI é do tipo digital, enquanto que os produtos com conexão VGA trabalham com sinal analógico. Basicamente, não há como realizar esse tipo de conversão em um cabo. É necessário adquirir uma placa que possa receber o sinal e convertê-lo.

Disponível em muitas lojinhas baratas, esse tipo de cabo não deve custar caro, até porque ele só traz conectores e não realiza a atividade prometida (apesar de que ele funciona com o VGA digital disponível em algumas placas gráficas). Evite adquirir este cabo, pois você não ganhará nada além de dores de cabeça para tentar trocar o produto ou pegar seu dinheiro de volta.

2. Cabo SATA 3

Há algum tempo, os dispositivos de armazenamento mudaram do padrão SATA 2 para o atual SATA 3. A nova tecnologia prometia maiores taxas de transferência, o que fez muita gente comprar um novo HD ou SSD para obter melhor desempenho.

(Fonte da imagem: Reprodução/Puget Systems)

Ocorre que a mudança do padrão não resultou em uma alteração da interface do cabo, ou seja, não é necessário ter um “cabo SATA 3” para que seu HD funcione apropriadamente. As conexões do cabo SATA 3 são idênticas às do cabo SATA 2, portanto não adianta você pagar mais caro por um componente que realizará a mesma tarefa do cabo que você já possui.

Para falar a verdade, a única coisa que muda em um cabo SATA 3 é que ele vem com uma pecinha que ajuda a fixar melhor o cabo no HD. Ainda que não custe muito caro, não adianta nada você comprar um cabo SATA 3. O importante é verificar se a placa-mãe e o disco rígido são compatíveis.

3. Cabo Dual-link DVI

Os cabos DVI do tipo Dual-link não são uma farsa. Eles realmente existem! Entretanto, é bom tomar cuidado ao comprar esse tipo de cabo, pois você pode acabar levando um Single-link para casa e não tendo a funcionalidade esperada (o Dual-link serve para o uso de maiores resoluções).

(Fonte da imagem: Reprodução/Misco)

Nesse caso, o vendedor pode facilmente enganar o consumidor, pois aparentemente esses cabos são iguais. Todavia, um Dual-link falso, mesmo que traga os pinos instalados nas pontas, não terá as fiações internas necessárias, o que não será de qualquer utilidade para quem necessita de um Dual-link verdadeiro.

É sempre bom pesquisar

Bom, como você pode ver, os cabos aqui citados não são exatamente falsos, mas são componentes que não têm grande utilidade, visto que não oferecem benefícios. A ideia aqui é dar o alerta para você tomar cuidado na hora da compra e evitar alguns produtos redundantes ou que são realmente inúteis. Buscar informação antes de tudo é fundamental!

Cupons de desconto TecMundo: