É inevitável: uma nova tecnologia é lançada e, em pouco tempo, as antigas ferramentas vão sendo deixadas de lado. As mudanças seriam muito mais velozes se não fosse por um problema: os altos custos de novas tecnologias.

Com os cabos de transmissão de conteúdo não é diferente. Você hoje pode contar com a alta qualidade do HDMI em sua televisão, mas o mercado já está pronto para absorver o 4k Ultra HD, que promete uma resolução jamais vista. No entanto, nem tudo pode ser tão bom quanto parece: na realidade, o cabo HDMI que está jogado em uma gaveta da sua sala é capaz de fazer muito bem o papel de 4K.

Para começar, entenda que existem quatro tipos de cabo HDMI: de alta velocidade com Ethernet, de alta velocidade sem Ethernet, de velocidade normal com Ethernet e de velocidade normal sem Ethernet.

(Fonte da imagem: Reprodução/CNET)

De acordo com as especificações de cabos HDMI, para que um cabo seja considerado de alta velocidade, ele deve ter a capacidade de passar 3840x2160 pixels de até 30 frames por segundo (e 4096x2160 a 24 frames por segundo).

Essas configurações demonstram que mesmo o cabo HDMI de alta velocidade mais barato que existe é capaz de trabalhar de forma semelhante aos cabos 4K se levarmos em conta as configurações de TVs Ultra HD 4K disponíveis atualmente.

Mesmo que os cabos HDMI trabalhem a “apenas” 3840x2160/30, não adianta nada ter um cabo que seja capaz de trabalhar com 10 vezes esse valor se as TVs atuais não são capazes de processar esse conteúdo. Os chips de envio e recebimento – na fonte e na TV, respectivamente – só são capazes de chegar aos 3840x2160/30 (como este lançamento da Sony: pela bagatela de R$ 99.999, o máximo de resolução do equipamento é o mesmo suportado por um cabo HDMI!).

Ou seja: você pode até configurar o PC para uma resolução de 10000x10000 pixels e, mesmo que o cabo consiga suportar essa largura de banda, o chip de saída da placa de vídeo não poderia reproduzir o conteúdo, e o chip de entrada do monitor não poderia recebê-lo.

Isso não significa que os cabos 4K sejam uma total enganação: eles realmente são capazes de aguentar uma largura de banda muito maior. Mas não adianta nada investir uma fortuna em um cabo desses enquanto não contarmos com aparelhos de chips muito mais velozes e potentes no mercado, já que mesmo as TVs Ultra HD 4K atuais funcionam com uma taxa semelhante à do HDMI de alta velocidade.

Cupons de desconto TecMundo: