Você já teve o celular roubado ou furtado? A diferença é que, tecnicamente, o furto não envolve ameaça ou violência por parte do meliante — só que o que importa mesmo é o alto número dessas atividades praticadas no Brasil, mais especificamente em capitais.

De acordo com uma pesquisa da empresa de segurança BemMaisSeguro.com, ao todo são 63 celulares inteligentes subtraídos de seus donos a cada hora. Achou muito? Então saiba que, no estudo, foram relacionados apenas dados de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Ou seja, se fossem levadas em conta ainda mais cidades, é possível que o total e a média subissem consideravelmente.

Rio de Janeiro e São Paulo são as cidades que mais "contribuem" para o estudo com dados, com 27 e 26 aparelhos roubados ou furtados por hora. Muito abaixo, a capital gaúcha registra quatro dispositivos por hora, enquanto a cidade mineira tem média de seis smartphones por hora.

Mais dados preocupantes

Vale lembrar que nem todas essas situações são reportadas em BOs (Boletim de Ocorrência), o que pode dificultar a ação da polícia e também a coleta de dados. Para você ter uma ideia, só 47% dos assaltados no Rio formalizam a perda. O maior índice ainda é baixo: em Belo Horizonte, com 60% dos crimes reportados.

O prejuízo médio com os roubos é maior no Rio de Janeiro (R$ 1.673) e em São Paulo (R$ 1.157). Os números são bem abaixo de BH (R$ 879) e Porto Alegre (R$ 825). A pesquisa foi realizada com dados da Secretaria de Segurança Pública de cada cidade participante, além de registros do site Onde Fui Roubado.

Qual o melhor app para rastrear celular roubado? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: