No intuito de incentivar o crescimento do mercado tecnológico brasileiro, o Ministério das Comunicações do Brasil lançou, no começo da semana (4), um novo programa. Com o nome de Usinas Digitais, o projeto traz uma série de incentivos para a criação de novos parques tecnológicos pelo país, bem como da realização de pesquisas no desenvolvimento de softwares para computadores e smartphones.

Segundo o anúncio oficial, os projetos a receberem o incentivo são aqueles a envolverem o desenvolvimento tecnológico nos setores de audiovisual, visualização, música e som, aplicativos e games. Como dito acima, isso pode ser feito na forma de APLs ou parques tecnológicos; para tal, o Ministério das Comunicações fará parcerias com governos locais, entidades civis e instituições de pesquisa.

Incentivo seleto

É claro que um projeto como esses não vai simplesmente estar disponível para qualquer um com uma ideia maluca na cabeça: no primeiro edital feito pelo Usinas Digitais, apenas duas propostas serão aprovadas – estas, por sua vez, receberão um aporte de R$ 4 milhões cada uma.

Vale notar também que projetos vindos das regiões Norte e Centro-Oeste terão vantagens na avaliação, recebendo uma pontuação maior nos critérios de avaliação. O motivo, pelo que aponta a coordenadora de Projetos Especiais da Secretaria-Executiva do Ministério das Comunicações Wanessa Oliveira, é incentivar um maior equilíbrio dos parques digitais em todas as regiões do país, no lugar de concentrá-las em áreas já cheias de parques tecnológicos.

Quem estiver interessado em participar do Usinas Digitais, por fim, deve apresentar uma proposta até o dia 4 de setembro, através do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse.

Cupons de desconto TecMundo: